Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

CLAUDINE

Ela se destaca nos meus olhos. Saltita alegrias. Nos rodopios, o vestido de rendas e babados restaura harmonias antigas. A minúscula mãozinha agarra o pai carrancudo. Puxa-o na avidez de conhecer os detalhes do mundo. Aos gritinhos, arrasta-o, estimulando-o a ver. Ver e opinar. Dizer como é lindo, como é feio, engraçado, estranho, tudo que se oferece descompromissado aos seus olhinhos curiosos. Observo e meu coração dói. Vontade de agarrar esse pai pelo colarinho. Sacudi-lo com violência pedagógica. Acordá-lo dos seus trinta, quarenta anos. Forçá-lo a sentir a felicidade que flui gratuita por seu braço indiferente. Gritar para que olhe, uma vez ao menos, para baixo. Fazê-lo ver que a vida berra na alegria voluntária da filha, pesquisadora do mundo. Contenho-me e ele... (leia mais)

Airo Zamoner




A DIMENSÃO QUE NÃO TERMINA

Um Preâmbulo Em Uberaba, centenária cidade do Triângulo, o primeiro número de Dimensão vinha a lume em Julho de 1980. “Uma simples revista de poesia”, escreveu então seu editor. O futuro se encarregaria de desmentir o título do primeiro editorial, porém se manteria constante através dos anos o propósito do novo periódico. “E´esse, apenas esse, o compromisso desta revista, mais uma entre tantas, mortas, existentes ou ainda por existir: efetivo compromisso com a qualidade da poesia”. O compromisso com a qualidade da poesia manteve-se durante os trinta números da publicação. Ao longo dos seus quase vinte e um anos de circulação (Julho de 1980 – Abril de 2001), é um marco de sua excelência. Outras balizas foram atingidas no curso do tempo, levando... (leia mais)

Aricy Curvello




Default



   > Silvio Luiz Titato

  AUTOR  
 
Silvio Luiz Titato
   Sílvio Luiz Titato,  nasceu na cidade de Ibitinga, interior de São Paulo, no dia 21 de novembro de 1978. Desde criança, sempre se interessou em escrever. Escrevia pequenas estórias em quadrinhos e as guardava. Fazia pequenos livros que acabava tendo o mesmo destino. Além da escrita, sempre foi apaixonado pelo teatro e pela música, atuando em sua cidade, desde adolescente, em diversas peças de teatro amador, fez canto coral e foi vocalista de banda. Aos 24 anos, se forma em Letras e começa a se dedicar novamente à escrita, vencendo em 2002 o terceiro lugar em conto e poesia na Faculdade São Luís de Jaboticabal (SP) onde terminou, no mesmo ano, o curso de Letras e também cursou, no ano seguinte, o curso de pós-graduação em metodologia em ensino-aprendizagem em Língua Portuguesa. Em 2004 cursou um semestre em um projeto do Estado de São Paulo, voltado para o ensino da língua portuguesa ao ensino fundamental.   Lecionou em algumas escolas públicas e particulares de 2003 a 2006, exercendo, simultaneamente, a função de escriturário em um escritório de contabilidade, onde trabalhou por quase doze anos. No ano de 2007 foi convocado e assumiu o cargo público de professor na cidade de Jacareí (SP). No ano de 2008 fora transferido para a cidade de Lençóis Paulista (SP) e retornou à cidade de Ibitinga no mesmo ano.    No ano de 2009, visando especializar-se como roteirista, cursou na Universidade Federal de São Carlos, um semestre como aluno especial do mestrado, no curso: A narrativa televisa - o seriado televisivo.   Atualmente, na cidade de Ibitinga (SP),  Silvio Luiz Titato, dedica sua vida no setor administrativo de uma empresa no período diurno e leciona em uma escola técnica e em uma faculdade particular no período noturno. Semanalmente, publica um artigo para um jornal da cidade e possui um blog em que escreve poesias, contos e crônicas:  www.pedrasutil.blogspot.com.