Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

MORDAÇAS CULTURAIS?

“... A língua é minha pátria, e eu não tenho pátria, tenho mátria e quero frátria...” “Língua” Caetano Veloso “Vossa Mercedes aceita uma chávena de chá?” – tradução: “Cê qué um chá?” Pois é... Nossa belíssima Língua Portuguesa está sendo muito maltratada... Mas nos orgulhamos de nossa unicidade lingüística, apesar de nossos quase 8.600.000 Km². Oficialmente não há dialetos no Brasil. E nos orgulhamos disto. De uma mentira oficializada? De um massacre brutal, porém discreto? Que tenhamos apenas uma língua oficial em todo o território brasileiro é de se aceitar e de causar orgulho. Especialmente quando se vê a dificuldade de comunicação entre os habitantes de um país territorialmente tão... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




SEMEADURA

Avistando um aglomerado de mercadores, um andarilho gritou, decidido: - Atenção! Fechem o caminho; vou passar! Surpreso ao sentir um toque em seu ombro, voltou-se e deparou com a razão: - Por que agiste desta forma? Não sabes que é preciso caminho aberto para seguir adiante? O andarilho, sentando-se sob gigantesca árvore de multividências, dirigiu-se à razão, num repente: - Pedi que fechassem o caminho para que minha loucura não fugisse... A razão, mais confusa que convencida, argumentou sem hesitar: - Não há coerência no que dizes. Explica-te ou afasta-te de mim! Cruzando os braços sobre os joelhos, o andarilho insistiu: - Não desejei que minha loucura partisse, por não querer viver comprometido com tua existência mascarada... A razão, indignada, protestou sem mais... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Default



   > Roberto de Souza

  AUTOR  
 
Roberto de Souza
"Roberto de Souza, nascido em 1962 em Salvador, Bahia, acumulou grande experiência com pessoas nos diversos cargos que exerceu. Foi palestrante, realizando inúmeras apresentações para públicos os mais diversos, e autor do livro Tempere Seu Humor, lançado em 2008, pela Editora Protexto. Mas, em 2009, sofreu um derrame isquêmico e por orientação médica parou as atividades de palestrantes e escritor. Oito anos depois, resolveu reescrever a sua história. Está lançando este novo livro – Só Ria, Mesmo Que Você Não Esteja Sendo Filmado. Criador do Instituto do Bom Humor, junto com a sua esposa, está iniciando um novo trabalho, para que as pessoas sejam felizes. Para ele, se você é feliz, afetará o humor das outras pessoas. Diariamente, enfrentamos alegrias e tristezas, mas se formos positivos influenciaremos as pessoas. Formado em Administração de Empresas, e pensando em empresas mais felizes, ele te convida a este mundo do bom humor, mesmo que não esteja sendo filmado. Ele quer ser feliz, distribuindo alegria. Por que rir, é bom demais.”