Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

COLEÇÃO ARQUIVOS - TESOUROS ETERNOS DA LITERATURA IBERO-AMERICANA

Livros à mancheia têm-me chegado nestes últimos meses, levando-me a um profundo mergulho no tempo. A uma reflexão intensa sobre o quanto desconhecemo-nos, ainda que parte imensa nesta América, latina e de proporções gigantescas no tocante a problemas, sim, mas também no tocante à riqueza cultural. Muitas das edições que tenho recebido não são atuais, porém preciosas ao nosso processo de busca e de integração, no qual o fator cultural faz-se imprescindível. Sem conhecermos o passado, lutamos por uma identidade inexistente, segundo alguns autores especializados no estudo e na pesquisa do fenômeno cultural ibero-americano. E as novidades, às vezes antigas, nos impedem este retorno urgente à nossa formação, à nossa certeza de que somos dignos de respeito pela... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Sexo e Dança de Salão

Quando “fui iniciada” nas artes da dança de salão, no início da década de 1990, percebi algo nebuloso e fortemente relacionado a sexo na atividade. Desde então venho observando, analisando, pesquisando e estudando a natureza desta relação. Precisei de anos para chegar ao ponto de entendê-la. Por ocasião do meu primeiro contato com a dança de salão, percebi que esta atividade exercia uma influência avassaladora sobre o comportamento sexual das pessoas de qualquer faixa etária. Inicialmente, imaginei que isto se devia ao fato de que a dança de salão é dependente da relação de masculinidade e feminilidade. Esta relação se dá por... (leia mais)

Maristela Zamoner




Default



   > Edinaldo Garcia

  AUTOR  
 
Edinaldo Garcia

 

 

 

Nasci no dia 05/08/1988 em Vianópolis (GO). Sou filho de Eliane Márcia Dias e Edinaldo Rodrigues Garcia; tenho dois irmãos: Daniel Estevão Montiny Dias e Paulo Victor Dias; também duas sobrinhas: Geovanna Cristiny e Gabriela Márcia. Estudo Letras Português-Inglês. Amo a língua portuguesa e escrever é a minha maior paixão. Em versos ou prosas, somos todos caçadores de tesouros, desbravamos o emaranhado das letras buscando as sabedorias explícitas e ocultas de cada autor. Em cada frase, em cada rima. Amo profundamente os livros e pretendo que este seja apenas o primeiro de muitos.