Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

DEUS EX-MACHINA

Gostaria de falar não dum recurso técnico de última hora, ou de mágica inexplicável do computador. Mas sim, de um “Deus que desce por meio de uma máquina”, amorfo, subentendido, perversamente escondido em todas as frases, sons e imagens da violência atual. Tenho me encontrado com um certo “DEUS EX-MACHINA” com freqüência, embora o tente repeli-lo, ele tem insurgido insistentemente em quase tudo que leio, assisto e vejo. É possível demonstrar sua presença atualmente em mais de 80% do que se escreve, filma ou televisiona. Fica difícil explicar à luz da lógica, esta capacidade milagrosa dos “mocinhos”, “heróis” atuais de escaparem ilesos das cenas violentas a que são submetidos. São “Imagens”, “Sons” e “Letras”, que surgem não sei donde;... (leia mais)

Gilmacedo




PRESIDENTE! O SONHO ACABOU...

Ele esfregou os olhos como criança. Piscou várias vezes. A penumbra da manhã impúbere digladiava contra a noite rebelde, envelhecida, teimosa. Ela sabia de sua derrota cotidiana, desistiu e se encolheu, aguardando escondida em conhecidos cantos inabitados. Conformada, sabia da vitória certeira contra a iluminação do dia que murcharia dentro de algumas horas. Ele voltou a esfregar os olhos remelentos, sentir o sonho recém apagado. A agenda do dia disparou assessores pelas quinas do palácio. Desde os primeiros dias de poder, não havia mais tempo para devaneios infantilóides e o sonho se dissipava no emaranhado confuso das marchas e contra-marchas, dos argumentos e contra-argumentos, das possibilidades e impossibilidades, todas ignoradas no longo, muito longo e mal feito... (leia mais)

Airo Zamoner




Default



   > Elisabeth Silva de Almeida Amorim

  AUTOR  
 
Elisabeth Silva de Almeida Amorim

  Poesias
  CORDEL DO PAIZÃO NAMORADOR
  AMOR SECRETO
  Reversos
  RAZÃO
  OUSADIA
  CORDEL DO BEIJO ROUBADO
  Meu grito
  Soneto da Leitura
  TRAIÇÃO
  INSTABILIDADE
  A ARTE DE SEDUÇÃO
  O anjo mora ao lado
  INVEJA
  Menina-Mulher
  MULHER
  CALVÁRIO
  Quando o vento parar...
  SEM ENGANO
  Resenhas
  CONTOS DE CURITIBA
  OUTRO PAI CONTRA MÃE
  O Pagador de Promessas
  ANDANÇAS COM SALVADOR BAHIA
  ESSA TERRA
  A morte e a morte de Quincas Berro D'Água
  VIVA O POVO BRASILEIRO
  O SOBRADINHO DOS PARDAIS
  Artigos
  A LITERATURA DESMONTADA EM EDUCAÇÃO BÁSICA: cadernos literários como ação política de reparação simbólica
  LITERATURA COMO ARMA POLÍTICA PARA UMA CULTURA LIBERTÁRIA
  DESMONTE LITERÁRIO EM REDE
  Três Mulheres e Dois de Julho (opinião)
  MEU QUERIDO CANIBAL ( opinião)
  Ensaios
  A BAHIA NOSSA DE TODAS AS ARTES
  A BALA DE OURO: entre o real e a ficção no romance de Pedro Calmon
  CORPO VIVO: ENTRE TAPAS E BEIJOS...
  NÓS E NEPOMUCENO: um encontro com as narrativas orais
  LITERATURA MENOR: o verso e o reverso na política de uma escrita marginal
  Contos
  De óculos na encruzilhada
  DESENCONTRO
  XÔ! XÔ! ASSOMBRAÇÃO!
  AMIGO PERDIDO
  SENHOR LOBISOMEM E O PRONOME DE TRATAMENTO
  LICOR
  MARIDO CIUMENTO
  É CARNAVAL, MEU BROTHER! *
  CORAÇÃO CIGANO
  NAMORO PELO FACEBOOK
  A PROFESSORA E SEU BARQUINHO
  MARIA BONITA
  MAINHA! TÔ DE FÉRIAS!
  CONTINHO DE NATAL
  O FILHO DA LAVADEIRA
  ESPERANÇA ESMAGADA
  AS DUAS VIDAS: A MINHA E A DOS OUTROS
  O abraço das Cenouras (fábula)
  Promessa desfeita
  O MERCADO MODELO
  SERENA
  Abraço natalino
  Parede nua
  Crônicas
  Que tal brincar de ser feliz?
  AS ESTRANHAS FORMAS DE AMAR
  À espreita de Papai Noel...
  CAMINHOS CRUZADOS
  APENAS UMA LIÇÃO
  A VOLTA DE PITOCO*
  O TAMANHO DE CADA SONHO
  Os dentes de Soárez
  TENTÁCULOS DA DITA... DURA
  ENTRE O ÓDIO E O AMOR...
  PITOCO*
  O último abraço
  VITÓRIA
  E agora, José?
  Um ser de abraço
  Entrevistas
  VIAGEM LITERÁRIA NA PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM IAÇU
  Infantil
  O PAPAI NOEL DE TONICO
  TUBRARÃO MAU-MAU
  Suindara, a corujinha pop star
  DENDÊ
  PAPAI, QUERO MUDAR DE NOME!
  A TARTARUGA TATÁ
  PÉ DE VENTO
  A menina do nariz iluminado
  O SAPINHO DIFERENTE
  A Zebra Curiosa
  Oração Infantil
  O SAPO QUE NÃO VIROU PRÍNCIPE
  Pensamentos
  O QUE É LITERATURA?
  EDUCAÇÃO & EDUCAÇÃO
  ORAÇÃO PARA UM BOM ANO LETIVO
  A generosidade
  A LUZ DE CADA UM
  O nosso instante
  A LUZ NAS MÃOS
  Sem resposta