Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

A DIMENSÃO QUE NÃO TERMINA

Um Preâmbulo Em Uberaba, centenária cidade do Triângulo, o primeiro número de Dimensão vinha a lume em Julho de 1980. “Uma simples revista de poesia”, escreveu então seu editor. O futuro se encarregaria de desmentir o título do primeiro editorial, porém se manteria constante através dos anos o propósito do novo periódico. “E´esse, apenas esse, o compromisso desta revista, mais uma entre tantas, mortas, existentes ou ainda por existir: efetivo compromisso com a qualidade da poesia”. O compromisso com a qualidade da poesia manteve-se durante os trinta números da publicação. Ao longo dos seus quase vinte e um anos de circulação (Julho de 1980 – Abril de 2001), é um marco de sua excelência. Outras balizas foram atingidas no curso do tempo, levando... (leia mais)

Aricy Curvello




A terceira intenção

Tenho vontade de parar. Descansar. Interromper essa andança sem tréguas. Já trilhei à beça. Já corri, já tremi, já sofri, já ri também à beça. Já fiz troça, já respeitei, já ofendi, já obedeci, já liderei, já escrevi outra vez à beça. Já pensei que transformaria esse mundo dos homens, mas descobri que o mundo é das mulheres. Tenho vontade de parar, sim. Mas não posso! Não posso interromper essa caminhada. Tenho que trilhar mais um tanto, correr, tremer, sofrer, rir, respeitar, ofender, obedecer, liderar, escrever, transformar outro tanto, outro inútil tanto. Nasci nos estertores da segunda guerra do mundo, no limiar da paz. No vestibular da maturidade, carreguei uma pistola na cinta, pilotei um tanque de guerra, atirei com uma ponto-trinta. Joguei granadas... (leia mais)

Airo Zamoner




Default



   > GERALDO DE CASTRO PEREIRA

  AUTOR  
 
GERALDO DE CASTRO PEREIRA

  Poesias
  HAITI
  SELENITA
  AINDA HÁ TEMPO
  LASCIATE OGNI SPERANZA
  A R A P O S A E A S U V A S
  FÁBULA: A VACA, A CABRA,, A OVELHA E O LEÃO
  A GRALHA SOBERBA E O PAVÃO
  AS RÃS PEDINDO UM REI
  O CÃO E A CARNE
  FÁBULA: OS CÃES FAMINTOS
  C R U Z E S D A V I D A
  FÁBULA: O TOURO E O NOVILHO
  FÁBULA:: O CASAMENTO DO SOL
  FÁBULA: O LEÃO E O ASNO
  FÁBULA: A OVELHA E O LOBO
  AS ABELHAS E OS ZÂNGÃOS, SENDO JUÍZA A VESPA
  Fábula: A SERPENTE E A LIMA DE AÇO
  CONFIANÇA NO PAI
  D E S E R T O
  OBRIGADO, MÃE!!!
  X I F Ó P A G O S
  O PINTO E A PÉROLA
  MEU PRANTO
  IPÊ EM FLOR
  RADIOGRAFIA
  O CANTO DO REGATO
  VULCÃO
  AMANHECER NA ROÇA
  ÁRVORE DA MINHA INFÂNCIA
  TRISTEZAS NA PRISÃO
  BORBOLETA AZUL
  S A U D A D E
  ONDAS DO MAR
  SONS DE CONCERTINA
  SELVA ESC URA
  O CURIANGO E O URUTAU
  O LAVRADOR
  ORQUESTRA NA LAGOA
  FAVELA
  PARTIDA
  TAPERA ABANDONADA
  LINHAS PARALELAS
  A TROPA
  O CARRO DE BOI
  CASA DE MINHA INFÂNCIA
  MARIPOSAS DA LUZ
  MELANCOLIA
  LENÇO DA SAUDADE
  HAICAIS
  B E I J A - F L O R
  OLHOS DE SAFIRA
  SONHO SIDERAL
  EXORCISMO
  GOTAS DE CHUVA
  O PARTO DA MONTANHA
  O PAVÃO A JUNO
  UM LEÃO VELHO, O JAVALI, O TOURO E O BURRO
  O MAR
  FAGULHA DIVINA
  NINHO DE ESPINHOS
  Fábula: O Lobo e o Cordeiro.
  FÁBULA: O VEADO E A FONTE
  SUSSURROS DO BAMBUZAL
  Assembleia dos Ratos
  A RAPOSA E A C EGONHA
  FÁBULA - A RAPOSA E A ÁGUIA
  Contos
  RUGAS DE UM SORRISO
  o Cãozinho e o Cachimbo
  O MENINO LEVADO DA BRECA
  Crônicas
  M I N H A M ã E
  Infantil
  O LEÃO E O BURRO