Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

SEMEADURA

Avistando um aglomerado de mercadores, um andarilho gritou, decidido: - Atenção! Fechem o caminho; vou passar! Surpreso ao sentir um toque em seu ombro, voltou-se e deparou com a razão: - Por que agiste desta forma? Não sabes que é preciso caminho aberto para seguir adiante? O andarilho, sentando-se sob gigantesca árvore de multividências, dirigiu-se à razão, num repente: - Pedi que fechassem o caminho para que minha loucura não fugisse... A razão, mais confusa que convencida, argumentou sem hesitar: - Não há coerência no que dizes. Explica-te ou afasta-te de mim! Cruzando os braços sobre os joelhos, o andarilho insistiu: - Não desejei que minha loucura partisse, por não querer viver comprometido com tua existência mascarada... A razão, indignada, protestou sem mais... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




COLEÇÃO ARQUIVOS - TESOUROS ETERNOS DA LITERATURA IBERO-AMERICANA

Livros à mancheia têm-me chegado nestes últimos meses, levando-me a um profundo mergulho no tempo. A uma reflexão intensa sobre o quanto desconhecemo-nos, ainda que parte imensa nesta América, latina e de proporções gigantescas no tocante a problemas, sim, mas também no tocante à riqueza cultural. Muitas das edições que tenho recebido não são atuais, porém preciosas ao nosso processo de busca e de integração, no qual o fator cultural faz-se imprescindível. Sem conhecermos o passado, lutamos por uma identidade inexistente, segundo alguns autores especializados no estudo e na pesquisa do fenômeno cultural ibero-americano. E as novidades, às vezes antigas, nos impedem este retorno urgente à nossa formação, à nossa certeza de que somos dignos de respeito pela... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Default



   > Mauro Evaristo

  AUTOR  
 
Mauro Evaristo

  Poesias
  O "Não" eu já tenho.
  A Poetisa.
  Foragido.
  Tambores de Minas.
  Capricho.
  A Mulher.
  O Grande Irmão.
  Que mundo maravilhoso.
  Cotidiano fumê.
  Marabá.
  Ecos do passado.
  O Herói e a Armadura.
  Norte.
  Vagas.
  Hoje.
  São Paulo.
  Trilhas.
  Eles não ligam para nós.
  Amigas da dor.
  Quadrantes.
  A Mulher Alheia.
  O Eu de Mim.
  Guerreiros do céu e da terra.
  Nas Ruas de São Francisco.
  Geopira.
  Paixão perdida.
  Companheiro.
  Terra de Marlboro.
  Cisne Negro.
  O circo está armado.
  Alguém tem que CD.
  Cópia.
  Setença
  Liberte-se
  Minha Sina.
  Baby - o poema.
  Ano Novo ou 12 Meses?
  Bom gosto ou bom preço?
  A Vidente.
  Uma Mulher.
  Nada se compara a você.
  Na cozinha de Pai Manoel.
  Faça um sinal.
  Invertido.
  Batido.
  Faça uma loucura de Amor.
  Madrugada afair
  Não deixe nada para depois.
  Funcionário da Poesia.
  Meu tempo sem você.
  Lixo demais das capitais.
  Cantar vagabundo.
  Pedra n'água.
  Agora é a minha vez.
  De madrugada.
  Homem-Aranha.
  Tenham dó.
  Busca e espera.
  Gotham City.
  Blue Moon.
  A luz da guerreira.
  Versos e rimas.
  A ciência de amar.
  no auge da vida.
  Esperando você.
  O Papai Noel do 3º Mundo
  Cotidiano.
  Pátria Amada.
  Mérito.
  Politicamente incorreto.
  América.
  Feito a gente.
  Santa.
  Amigos sem rancor.
  Anjos do asfalto.
  Ladrões e Presidentes.
  Mal resolvido.
  Anunciação.
  Namorar.
  Seu e-mail.
  Reversos.
  Rapaz solitário.
  Aquele poema.
  O Alimento.
  Gratidão.
  Meu sacrifício.
  Coruja vadia.
  Uma nova poesia.
  Mágoa perdida.
  A lei da mordaça.
  Agradecimentos.
  Drama.
  Abandonado.
  O Homem de Deus.
  Somálias.
  Pena de Morte.
  Só pra dizer que te amo.
  Dia das crianças
  Despedida
  O poeta e menino
  Palhaço
  Prêmio da realidade
  Corações e mentes
  Mano
  O caminho de São Francisco.
  Comum.
  O Amor que eu amo amar.
  Desilusão.
  Amigos.
  Adote um poeta.
  Crença.
  Algumas moças.
  TPM
  A foice
  Pequena oração por você
  Nas ruas de Aleppo
  Nobre
  Na Lan House
  Os homens de Kiev
  A decisão é sua
  Pílulas de medo
  Rir é o melhor remédio
  21 minutos
  Única
  Homem