Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

RUGAS DE UM SORRISO

Ah, aqueles tempos de DCE (DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES)!. Sua sede social ficava(ou ainda fica?) ali na rua Gonçalves Dias, bairro de Lourdes, na bela capital mineira As horas dançantes aconteciam quase sempre aos sábados. Era um festival de moças bonitas e casadoiras. Os universitários ali se reuniam para uma paquera geral. Normalmente, os rapazes permaneciam em pé, muitas vezes caminhando em volta das mesas, sem ocupá-las, para não pagarem gorjetas ao garçom. Iam diretamente ao bar e compravam suas bebidas. As moçoilas, sim, sentavam-se às mesas, às vezes com seus pais, parentes, ou acompanhadas de colegas, irmãos ou... (leia mais)

GERALDO DE CASTRO PEREIRA




PRESIDENTE! O SONHO ACABOU...

Ele esfregou os olhos como criança. Piscou várias vezes. A penumbra da manhã impúbere digladiava contra a noite rebelde, envelhecida, teimosa. Ela sabia de sua derrota cotidiana, desistiu e se encolheu, aguardando escondida em conhecidos cantos inabitados. Conformada, sabia da vitória certeira contra a iluminação do dia que murcharia dentro de algumas horas. Ele voltou a esfregar os olhos remelentos, sentir o sonho recém apagado. A agenda do dia disparou assessores pelas quinas do palácio. Desde os primeiros dias de poder, não havia mais tempo para devaneios infantilóides e o sonho se dissipava no emaranhado confuso das marchas e contra-marchas, dos argumentos e contra-argumentos, das possibilidades e impossibilidades, todas ignoradas no longo, muito longo e mal feito... (leia mais)

Airo Zamoner




Default



   > Kate Lúcia Portela de Assis

  AUTOR  
 
Kate Lúcia Portela de Assis

  Poesias
  O Reino Pancadão
  Bebidas... poéticas.!.
  Abaixo-assinado-inpirado!
  Provérbios líricos
  Oração do Omisso
  O Cravo e a Rosa
  Para o andar da poesia!...
  Era minha vez...
  Concurso para o magistério
  Educação Integral
  Por uma faxina na Casa Interior
  Gramática Psicológica
  Oração do Contador de Histórias
  Um poema de família!...
  Bolo da Divina (uma receita para crer em Deus)
  Retrato dos Tarefeiros do Bem
  Um poeta dorminhoco...
  Poema da Exclusão
  Artigos
  O português são dois, três, quatro...
  Era outra vez...
  Pollyanna
  Pluft
  Tistu
  De cigarras e de formigas
  Chapeuzinho Amarelo
  O pássaro sem cor
  Ensaios
  A Terapêutica da Literatura
  Diário de Sherazade II
  Contos
  Daminha Draminha
  Fábula da Gatinha
  Príncipe Rapunzelo Sapo de Oz
  Entre duas paixões!...
  O corvo e a raposa (adaptação)
  Receita da Felicidade
  Gracinhas matrimoniais
  Um príncipe encantador!...
  Grãos de areia
  Crônicas
  Super... child!
  Detector de Mãe!...
  A Rua dos Textos
  Infantil
  Universo Infantil
  Família de Todos!...
  Diário de Natália
  Prece do Coração
  O macaco e a banana
  Meu amigo Baú
  A ovelha cor-de-rosa
  Sapo Sapeca
  A abelhinha feliz
  O Caracol Bisonho
  O Coelhinho Fanrtasista
  Pezinhos de Vitinho
  O ursinho casmurro
  Boquinha do Virtinho
  Pensamentos
  Decálogo do Leitor (inspirado em Alberto Mussa)
  Amar, e não se armar!
  Miss Biblioteca
  Pacotes espirituais
  Brincando de ser culta
  Preserve o patrimônio lúdico!...
  Amigos
  Diário de Sherazade I
  Diário de Sherazade III
  Diário de Sherazade IV
  Diário de Sherazade V
  Carta ao Príncipe Encantado
  Diário de Sherazade IV (Contação de Histórias)