Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

PRESIDENTE! O SONHO ACABOU...

Ele esfregou os olhos como criança. Piscou várias vezes. A penumbra da manhã impúbere digladiava contra a noite rebelde, envelhecida, teimosa. Ela sabia de sua derrota cotidiana, desistiu e se encolheu, aguardando escondida em conhecidos cantos inabitados. Conformada, sabia da vitória certeira contra a iluminação do dia que murcharia dentro de algumas horas. Ele voltou a esfregar os olhos remelentos, sentir o sonho recém apagado. A agenda do dia disparou assessores pelas quinas do palácio. Desde os primeiros dias de poder, não havia mais tempo para devaneios infantilóides e o sonho se dissipava no emaranhado confuso das marchas e contra-marchas, dos argumentos e contra-argumentos, das possibilidades e impossibilidades, todas ignoradas no longo, muito longo e mal feito... (leia mais)

Airo Zamoner




MORDAÇAS CULTURAIS?

“... A língua é minha pátria, e eu não tenho pátria, tenho mátria e quero frátria...” “Língua” Caetano Veloso “Vossa Mercedes aceita uma chávena de chá?” – tradução: “Cê qué um chá?” Pois é... Nossa belíssima Língua Portuguesa está sendo muito maltratada... Mas nos orgulhamos de nossa unicidade lingüística, apesar de nossos quase 8.600.000 Km². Oficialmente não há dialetos no Brasil. E nos orgulhamos disto. De uma mentira oficializada? De um massacre brutal, porém discreto? Que tenhamos apenas uma língua oficial em todo o território brasileiro é de se aceitar e de causar orgulho. Especialmente quando se vê a dificuldade de comunicação entre os habitantes de um país territorialmente tão... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Default



   > Oba Eni Oriate Ogbe Yono

  AUTOR  
 
Oba Eni Oriate Ogbe Yono
Sou sacerdote de umbanda, Pai de Santo,, sou coordenador do Superior Órgão Internacional dos Cultos Afros, Sou conselheiro do movimento chega, e recebi no dia 30 de Abril um certificado de Honra ao Mérito pela Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, através do Deputado Carlos Gianazi  pelo trabalho que realizo em favor da Umbanda. Nasci a 30 Km do quilombo Brejo dos Crioulos, lugar onde existe grandes rezadeiras e catimbozeiras MG, passei uma boa parte da minha infância neste lugar, aprendendo as orações, sou filho de Santo de Eliza de Oxalá, hoje sou filho de santo de Marcelo de Oxalufã, Ketu, Cantoá do Ketu de Valdomiro Baiano. Homem prudente e amigo.