Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

O DEMÔNIO E O ELEITO

Fez um pacto, uma coligação com o Demônio e ganhou as eleições. Festejou. O Demônio veio cobrar a dívida. Foi chegando perto do Eleito. Cutucou suas costas. O Eleito olhou para trás: – O que você quer? Tinha um tom de aspereza na fala dura. – O que é isso? Não se lembra de mim? – Você acha que vou me lembrar de todo mundo? Não vê que fui eleito com milhões de votos? Milhões, entendeu? Sabe o que é isso? Milhões! Não vê minhas ocupações diárias? Nem sei como você passou por minha segurança, por minha assessoria e tem a ousadia de me cutucar pelas costas. Vou chamar minha guarda pessoal! – Calma! Não imaginei que você se esqueceria de quem permitiu sua vitória... – Saia pra lá. Qual é a graça, agora? – Não é graça nenhuma. Você fez uma... (leia mais)

Airo Zamoner




Cãimbra do escrivão, a deficiência, o deficiente e a felicidade.

Como portadora da cãimbra do escrivão, entendo que, a partir do momento que compreendemos, mesmo que em linhas gerais, a natureza biológica do problema e a condição em que a Ciência se encontra diante dele, podemos nos posicionar com atitudes e pensamentos para descobrir formas de sermos felizes, o que, acredito, deveria ser o objetivo principal de cada ser humano. Para sermos felizes, precisamos ser produtivos, fazendo parte da sociedade de maneira contributiva. Li muitos trabalhos científicos até entender bem o que é esta condição e as escolhas que temos diante dela. Talvez por ser bióloga, percebi logo, um ano antes do meu diagnóstico, em meados de 2001, que não era um problema ortopédico. Fui direto a um neurologista, que me encaminhou para outro e para outro... (leia mais)

Maristela Zamoner




Default



   > Elisabeth Silva de Almeida Amorim

  AUTOR  
 
Elisabeth Silva de Almeida Amorim

 

Nasci em Licínio de Almeida, interior da Bahia, sempre gostei de escrever sem me preocupar em divulgar os escritos, até que através de um site criado para divulgar produções literárias e desmontadas de estudantes de rede pública, resolvi socializar o meu estilo literário para o mundo. Escrevo, estudo e ensino literatura. E através dela faço inesquecíveis viagens no tempo, espaço e na vida, sempre atenta às relações humanas e a crítica cultural. Sou graduada em Pedagogia e Letras Vernáculas, tenho algumas especializações com ênfase em estudos culturais, e atualmente estou em fase de conclusão da dissertação de mestrado em Crítica Cultural, pelo Universidade do Estado da Bahia, Campus II.