Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

Pedagogia do Amor

Vivemos uma época de calamitosa incerteza (Martin Luther King) A humanidade caminha de mãos dadas, rumo ao caos. Os valores se invertem, mergulhados nas valas da hipocrisia. O amor que sempre foi o marco da esperança, da fé, da solidariedade existencial, antes praticada olho no olho, hoje é substituído pela tela de um computador ou vídeo de um televisor, até mesmo pelo marketing do imediatismo. Uma espécie de ditadura da frieza. A família era mais unida. Hoje, vai se destruindo nos tentáculos de atividades objetivas, onde o casal, a cada dia, tem menos contato com os seus filhos. Tentar ser alguém no futuro era, sobretudo, motivo e instrumento de interesse pessoal. Ir à luta, era buscar garantir a possibilidade única de vencer e tornar-se... (leia mais)

Josias Alcântara




A terceira intenção

Tenho vontade de parar. Descansar. Interromper essa andança sem tréguas. Já trilhei à beça. Já corri, já tremi, já sofri, já ri também à beça. Já fiz troça, já respeitei, já ofendi, já obedeci, já liderei, já escrevi outra vez à beça. Já pensei que transformaria esse mundo dos homens, mas descobri que o mundo é das mulheres. Tenho vontade de parar, sim. Mas não posso! Não posso interromper essa caminhada. Tenho que trilhar mais um tanto, correr, tremer, sofrer, rir, respeitar, ofender, obedecer, liderar, escrever, transformar outro tanto, outro inútil tanto. Nasci nos estertores da segunda guerra do mundo, no limiar da paz. No vestibular da maturidade, carreguei uma pistola na cinta, pilotei um tanque de guerra, atirei com uma ponto-trinta. Joguei granadas... (leia mais)

Airo Zamoner




Default



   > Chris Herrmann

  AUTOR  
 
Chris Herrmann
Christina Magalhães Herrmann nasceu no Rio de Janeiro. Estudou literatura na Universidade Federal do Rio de Janeiro; música e piano no Conservatório Brasileiro de Música (CBM). Desde muito jovem, começou a escrever poemas e compor músicas. Vivendo com sua família na Alemanha desde 1996, trabalha como Web Designer e tradutora do Inglês e Alemão para o Português. Seu espírito criativo, combinado à paixão pela Literatura Japonesa e Arte Digital, vem contribuindo para uma nova geração de haicais teuto-brasileiros. Participou de diversas publicações de poesia impressas e digitais no Brasil, Espanha e Estados Unidos. Idealizou e lançou em parceria com o Congresso Brasileiro de Poesia, em 2006 e 2007, cinco antologias de poesia, incluindo uma somente com haicais de poetas de suas comunidades virtuais.
Tem uma coluna quinzenal – a Orkultural – no conceituado portal cultural Blocos Online. Em novembro de 2007 foi nomeada consulesa do movimento Poetas del Mundo em Dusseldorf, Alemanha, por indicação da poeta Delasnieve Daspet, embaixadora universal da paz para o Brasil.
Sítio oficial: www.christinaherrmann.com