Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

O que e como fazer para escrever bem

Uma das maiores preocupações que permeiam o âmbito escolar tem sido a produção de texto, em especial o dissertativo, por apresentar dificuldades no seu processo de elaboração e produção. Por ser um texto que procede de reflexões sobre determinado assunto, em que a opinião do locutor deve ser explicitada e, principalmente, acatada pelo interlocutor, exige-se maior rigor e complexidade nos mecanismos de produção. Quer dizer, ao comentar sobre determinado assunto tem-se a pretensão de atingir o outro, seja por convencimento ou por persuasão. Assim, torna-se fundamental se servir de uma linguagem elaborada, haja vista que para se obter adesão do interlocutor, o discurso deva... (leia mais)

Andreia Frederico Coutinho




Mãe... nhe! Engoliram o papai!!

– Com Deus me deito, com Deus me levanto... “Eu SEI que é ele que está lá... Fica lá, só me olhando...” – Com a graça de Deus e do Divino Espírito Santo. “ Por que ele num vai embora?...” – Ave Maria cheia de graça... “Mamãe não tinha nada de mudar pra essa casa cheia de fantasmas... João fica dizendo que eu sou medroso, que fantasma não existe... Não existe uma ova... E aquele alí?” – O Senhor é convosco... “Como é que na outra casa eu não via nada? Essa casa é mal-assombrada, sim senhor... Ai, meu Deus, olha ele lá outra vez... Me olhando com aqueles olhos sem cara...” – Rogai por nós pecadores... “Vou tampar o rosto...” – Agora e na hora... “Tou escutando uns passos... É ele que... (leia mais)

Isis Berlinck Renault




Default



   > Jurcimá da Penha Soares

  AUTOR  
 
Jurcimá da Penha Soares

Nasceu na cidade de Araguapaz-GO, próxima ao Rio Araguaia e cidade de Goiás, em 19 de janeiro de 1973. Desde criança gostava de escrever, inclusive crônicas, contos e fábulas. Aos 17 anos já escrevia sobre política, comportamento e espiritualidade. Tendo sido educado em berço protestante, na maioridade assumiu a fé católica, por encontrar mais espaço para expor suas idéias, uma vez que não conseguiria viver sem a mística de sua fé e crenças.

Desempenhou importantes papéis na política regional como coordenador de campanhas eleitorais. É militante de Direitos Humanos desde 1992 e atua como voluntário em causas sociais, principalmente com marginalizados. Desenvolve palestras sempre partindo do campo espiritual (independente de religião), conduzindo o público a reflexões sobre a própria realidade em que vive, relatando as várias experiências de sua vida, além de contos e outras histórias de coisas da vida.

É Formado em Filosofia e Teologia. Ainda não há nenhum de seus escritos publicados a nível nacional. Leciona Educação Religiosa e Espanhol numa Escola Pública. Num estilo de vida espiritualista tem um senso conciliador e diplomático. As vezes levado pela Utopia, espera que o Mundo seja melhor quando as pessoas forem melhores.