Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

SEMEADURA

Avistando um aglomerado de mercadores, um andarilho gritou, decidido: - Atenção! Fechem o caminho; vou passar! Surpreso ao sentir um toque em seu ombro, voltou-se e deparou com a razão: - Por que agiste desta forma? Não sabes que é preciso caminho aberto para seguir adiante? O andarilho, sentando-se sob gigantesca árvore de multividências, dirigiu-se à razão, num repente: - Pedi que fechassem o caminho para que minha loucura não fugisse... A razão, mais confusa que convencida, argumentou sem hesitar: - Não há coerência no que dizes. Explica-te ou afasta-te de mim! Cruzando os braços sobre os joelhos, o andarilho insistiu: - Não desejei que minha loucura partisse, por não querer viver comprometido com tua existência mascarada... A razão, indignada, protestou sem mais... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




A DIMENSÃO QUE NÃO TERMINA

Um Preâmbulo Em Uberaba, centenária cidade do Triângulo, o primeiro número de Dimensão vinha a lume em Julho de 1980. “Uma simples revista de poesia”, escreveu então seu editor. O futuro se encarregaria de desmentir o título do primeiro editorial, porém se manteria constante através dos anos o propósito do novo periódico. “E´esse, apenas esse, o compromisso desta revista, mais uma entre tantas, mortas, existentes ou ainda por existir: efetivo compromisso com a qualidade da poesia”. O compromisso com a qualidade da poesia manteve-se durante os trinta números da publicação. Ao longo dos seus quase vinte e um anos de circulação (Julho de 1980 – Abril de 2001), é um marco de sua excelência. Outras balizas foram atingidas no curso do tempo, levando... (leia mais)

Aricy Curvello




Default



   > Livino Virginio Pinheiro Junior

  AUTOR  
 
Livino Virginio Pinheiro Junior

Livino Virgínio Pinheiro Júnior, nasceu em Fortaleza-Ceará no dia 07 de setembro de 1946. É médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará e desde a sua formatura em 1973 teve a seguinte trajetória: dois anos de residência médica e logo a seguir foi seduzido pela carreira universitária. Fez concurso para o Departamento de Patologia e Medicina Legal(DPML), visto que nos três últimos anos como acadêmico foi monitor das disciplinas ofertadas pelo DPML, que proporcionava um campo fértil para aqueles que tinham vocação e desejavam seguir a carreira universitária. Dedicou-se com afíncuo a carreira e foi galgando seus degraus: Prof. Auxiliar I, II, III e IV; Prof. Assistente I, II, III e IV; Prof. Adjunto I, II, III e IV.

Seu regime de trabalho era de 40 horas semanais distribuídas entre ensino, pesquisa e extensão (ler lâminas de biópsias originárias do Hospital Universitário, Maternidade Escola e do Instituto do Câncer do Ceará, bem como realização de necrópsias dos referidos hospitais.

Além destas atividades foi eleito por duas vezes Chefe do DPML, tendo que se preocupar também com a administração.

No ano de 2013 aposentou-se e ficou deliciado com o tempo que passou a dispor para ler livros e revistas científicas, bem como livros alheios à área médica, como os escritos por Robin Cook, Tesse Gerritsen, Pedro Nava, Sidney Sheldon, L. James, etc... Com o tempo que lhe sobrava, escreveu seu primeiro livro (título: Na mesma moeda) de pequena tiragem e presenteados aos amigos. Como retorno recebi muitos incentivos para escrever um outro livro e mandar para uma grande editora. Aceitei com muito medo a missão, mas foi em frente, e aí está a sua segunda obra, "O Rejeitado".