Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

ROSINHA - CONTA – CASOS

Há muito, muito tempo, nasceu no céu uma linda nuvenzinha cor-de-rosa. Nossa! Foi o maior zum-zum-zum. Imagine só! Uma nuvem cor-de-rosa! Não se falava em outra coisa. A casa de Mamãe-Nuvem vivia cheia de visitas. Todos queriam conhecer a nuvenzinha colorida. Todos queriam conhecer Rosinha. Ah! Sim! Ela recebeu o nome de Rosa. Mas logo, logo, virou Rosinha. O tempo foi passando e Nuvem Cor-de-Rosa, aliás Rosa, aliás Rosinha, foi crescendo cada dia mais linda. E não era só linda, não. Era inteligente, alegre, super simpática e tinha uma facilidade incrível para fazer amigos. Todo mundo adorava conversar com ela. Sabe por quê? Porque Nuvem Cor-de-Rosa tinha um dom muito especial: ela inventava casos. Pois é! Ela adorava inventar casos e contá-los... (leia mais)

Isis Berlinck Renault




Cãimbra do escrivão, a deficiência, o deficiente e a felicidade.

Como portadora da cãimbra do escrivão, entendo que, a partir do momento que compreendemos, mesmo que em linhas gerais, a natureza biológica do problema e a condição em que a Ciência se encontra diante dele, podemos nos posicionar com atitudes e pensamentos para descobrir formas de sermos felizes, o que, acredito, deveria ser o objetivo principal de cada ser humano. Para sermos felizes, precisamos ser produtivos, fazendo parte da sociedade de maneira contributiva. Li muitos trabalhos científicos até entender bem o que é esta condição e as escolhas que temos diante dela. Talvez por ser bióloga, percebi logo, um ano antes do meu diagnóstico, em meados de 2001, que não era um problema ortopédico. Fui direto a um neurologista, que me encaminhou para outro e para outro... (leia mais)

Maristela Zamoner




Default



   > eleidimar reginaldo

  AUTOR  
 
eleidimar reginaldo

Libélula Vitória é o pseudônimo literário de Eleidimar Reginaldo. Nascida em Divino, Minas Gerais, no dia 09 de agosto de 1993, é filha caçula de Itamar Reginaldo e Denilda Domiciano de Abreu Reginaldo, ambos lavradores.  Apesar de ter nascido em Divino, a autora se criou em uma cidade vizinha, chamada Orizânia-MG.  Até os 17 anos estudou na Escola Municipal Dr. Xenofonte Mercadante, em Orizânia.

Em 2011, iniciou o curso de Geografia na Fundação FAFILE (Atual UEMG-campus Carangola) em Carangola e publica seu primeiro livro de poesias intitulado “Sonhos em Versos”. Na metade do curso foi internada acometida por uma depressão, tendo mais quatro internações.  Durante o período de internação conheceu Álvares de Azevedo, tornando, o mesmo, seu estro inspirador.

Em 2013, terminou o curso de Geografia, vindo a ingressar no Curso Técnico em Meio Ambiente do CEM (Centro Educacional de Manhuaçu) no ano seguinte, formando se em 2015. 

 

Em 2016, adicionará a seu currículo mais um curso.  A mesma estudará Engenharia Florestal na renomada UFV, Viçosa-MG.