Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

DEUS EX-MACHINA

Gostaria de falar não dum recurso técnico de última hora, ou de mágica inexplicável do computador. Mas sim, de um “Deus que desce por meio de uma máquina”, amorfo, subentendido, perversamente escondido em todas as frases, sons e imagens da violência atual. Tenho me encontrado com um certo “DEUS EX-MACHINA” com freqüência, embora o tente repeli-lo, ele tem insurgido insistentemente em quase tudo que leio, assisto e vejo. É possível demonstrar sua presença atualmente em mais de 80% do que se escreve, filma ou televisiona. Fica difícil explicar à luz da lógica, esta capacidade milagrosa dos “mocinhos”, “heróis” atuais de escaparem ilesos das cenas violentas a que são submetidos. São “Imagens”, “Sons” e “Letras”, que surgem não sei donde;... (leia mais)

Gilmacedo




SEMEADURA

Avistando um aglomerado de mercadores, um andarilho gritou, decidido: - Atenção! Fechem o caminho; vou passar! Surpreso ao sentir um toque em seu ombro, voltou-se e deparou com a razão: - Por que agiste desta forma? Não sabes que é preciso caminho aberto para seguir adiante? O andarilho, sentando-se sob gigantesca árvore de multividências, dirigiu-se à razão, num repente: - Pedi que fechassem o caminho para que minha loucura não fugisse... A razão, mais confusa que convencida, argumentou sem hesitar: - Não há coerência no que dizes. Explica-te ou afasta-te de mim! Cruzando os braços sobre os joelhos, o andarilho insistiu: - Não desejei que minha loucura partisse, por não querer viver comprometido com tua existência mascarada... A razão, indignada, protestou sem mais... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Default



   > eleidimar reginaldo

  AUTOR  
 
eleidimar reginaldo

Libélula Vitória é o pseudônimo literário de Eleidimar Reginaldo. Nascida em Divino, Minas Gerais, no dia 09 de agosto de 1993, é filha caçula de Itamar Reginaldo e Denilda Domiciano de Abreu Reginaldo, ambos lavradores.  Apesar de ter nascido em Divino, a autora se criou em uma cidade vizinha, chamada Orizânia-MG.  Até os 17 anos estudou na Escola Municipal Dr. Xenofonte Mercadante, em Orizânia.

Em 2011, iniciou o curso de Geografia na Fundação FAFILE (Atual UEMG-campus Carangola) em Carangola e publica seu primeiro livro de poesias intitulado “Sonhos em Versos”. Na metade do curso foi internada acometida por uma depressão, tendo mais quatro internações.  Durante o período de internação conheceu Álvares de Azevedo, tornando, o mesmo, seu estro inspirador.

Em 2013, terminou o curso de Geografia, vindo a ingressar no Curso Técnico em Meio Ambiente do CEM (Centro Educacional de Manhuaçu) no ano seguinte, formando se em 2015. 

 

Em 2016, adicionará a seu currículo mais um curso.  A mesma estudará Engenharia Florestal na renomada UFV, Viçosa-MG.