Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

Literatura Paranaense - Provocações Provocações

Teve alguém que disse: “Ou o poeta mata o soneto ou o soneto acaba com a poesia”. E não foi com tal radicalismo que se chegou ao bom poema de nossos dias. Vivem e convivem: quadras, sonetos, sextilhas, trovas, décimas, poesias livres e sem rimas, haicai... Só o féretro da antipoesia deve passar sem o acompanhamento de leitores. A arte é da vanguarda porque rompe o entrave de regimes e ideologias, e o Modernismo é um movimento de vanguarda, por excelência. Aos escritores, artistas e poetas cabe a responsabilidade de guiar os povos, restaurando valores, porque o entulho destrói a sociedade e, isto tem muita importância num mundo aético, de valores invertidos, espalhando e espelhando formas de anticultura. Já virou modismo representar a miséria e, dói-nos dizer, chegam a... (leia mais)

Carlos Zatti




O LEÃO E O BURRO

O velho e temido leão, Com uma fome danada, foi procurar o burrinho para uma bela caçada. E encontrando o animal, Que não era muito esperto, Combinou que ele seria De uma ramagem coberto. Tudo pronto, à caça foram. E o burrinho camuflado Tinha que urrar diferente Do que estava acostumado. O burro treinou bastante, Foi treinando mais e mais. Com seus urros bem estranhos Espantou os animais. As bestas apavoradas Saíram em disparada. E o leão se aproveitou Pra fazer sua caçada. Tendo feito várias presas, Exausto, foi descansar,. Então pediu ao asninho Que parasse de urrar. Aquele, já todo prosa, Perguntou para o leão: “E que tal a minha voz?... (leia mais)

GERALDO DE CASTRO PEREIRA




Default



   > Douglas Renato Palmeira

  AUTOR  
 
Douglas Renato Palmeira

Douglas Renato Palmeira é paulistano, mas mora em Minas Gerais atualmente. Formando em Vestuário e Moda e, recentemente, Bacharel em Teologia.

Em 2013 lança um Ensaio Literário, intitulado: A Morte da M.P.B., mas decide não seguir nessa linha de trabalho, almejando o Romance.

Tendo mais de cinquenta poemas publicados em redes sociais - muitos deles através de sua pagina no Facebook: Poesias e Canções da Alma - decidiu escrever seu primeiro livro em 2014: Anônimos de Brasil, lançado na 23º Bienal de São Paulo.

Em 2015 lança o livro: Sob a Escuridão do Amor - seu primeiro Romance. Também em 2015 é convidado para integrar a equipe do Jornal Conexão - com circulação no Centro Oeste de Minas Gerais. Sua coluna, Sobretudo Brasil, aborda assuntos variados a cada edição, transitando entre a política, cultura e, até mesmo T.V.

Para o ano de 2016, mesmo com alguns títulos engavetados, opta por escrever uma nova história: Enquanto o Coração de Jade Bater - seu primeiro livro pela Editora Protexto.