Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

MORDAÇAS CULTURAIS?

“... A língua é minha pátria, e eu não tenho pátria, tenho mátria e quero frátria...” “Língua” Caetano Veloso “Vossa Mercedes aceita uma chávena de chá?” – tradução: “Cê qué um chá?” Pois é... Nossa belíssima Língua Portuguesa está sendo muito maltratada... Mas nos orgulhamos de nossa unicidade lingüística, apesar de nossos quase 8.600.000 Km². Oficialmente não há dialetos no Brasil. E nos orgulhamos disto. De uma mentira oficializada? De um massacre brutal, porém discreto? Que tenhamos apenas uma língua oficial em todo o território brasileiro é de se aceitar e de causar orgulho. Especialmente quando se vê a dificuldade de comunicação entre os habitantes de um país territorialmente tão... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




MINHA PRIMEIRA COMUNHÃO

Tinha quase nove anos. Fui criada na religião católica. Meus pais eram muito religiosos. Quando se aproximava o Natal, eles promoviam lá em casa uma novena. Além da família, os vizinhos também participavam. Após a novena, eu me sentava ao piano e tocava várias músicas sacras, inclusive a Ave Maria de Schubert. Todos me aplaudiam, dizendo que eu executava com técnica e sentimento as partituras. Quando completei meus nove anos, minha mãe me informou que a Diretora da minha escola, Da. Neide Arruda Leal, desejava que seus alunos da terceira série fizessem a preparação para a primeira Comunhão com as catequistas da Igreja... (leia mais)

IVETE FLORES CATTA PRETA RAMOS




Default



   > CARLOS MAMBUCABA

  AUTOR  
 
CARLOS MAMBUCABA

O autor: José Carlos de Almeida- Pseudônimo: Carlos Mambucaba. 

Nasceu no Rio de Janeiro na Baixada Fluminense, viveu sua

infância em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro- Brasil.

Por gostar muito de literatura desde de jovem, sempre gostou de passar seu tempo livre dentro de uma biblioteca. 

Hoje, com quarenta e sete anos de idade é um escritor eclético, não se prende a nenhum gênero. Sua obra, já ultrapassa aos quinhentos textos.  O autor quando interrogado, diz que gosta de tudo que escreve, mas, tem uma queda especial pelo o infantil- infanto juvenil e agora arrisca-se em um romance.   Mora há vinte anos em Angra dos Reis com sua família.  Tem um filho chamado Herculys com vinte anos e uma filha chamada Ohana, com dezoito.  A sua esposa Maria é a sua grande Inspiração pra escrever, assim confirmado veemente pelo autor.