Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

Literatura Paranaense - Provocações Provocações

Teve alguém que disse: “Ou o poeta mata o soneto ou o soneto acaba com a poesia”. E não foi com tal radicalismo que se chegou ao bom poema de nossos dias. Vivem e convivem: quadras, sonetos, sextilhas, trovas, décimas, poesias livres e sem rimas, haicai... Só o féretro da antipoesia deve passar sem o acompanhamento de leitores. A arte é da vanguarda porque rompe o entrave de regimes e ideologias, e o Modernismo é um movimento de vanguarda, por excelência. Aos escritores, artistas e poetas cabe a responsabilidade de guiar os povos, restaurando valores, porque o entulho destrói a sociedade e, isto tem muita importância num mundo aético, de valores invertidos, espalhando e espelhando formas de anticultura. Já virou modismo representar a miséria e, dói-nos dizer, chegam a... (leia mais)

Carlos Zatti




O LEÃO E O BURRO

O velho e temido leão, Com uma fome danada, foi procurar o burrinho para uma bela caçada. E encontrando o animal, Que não era muito esperto, Combinou que ele seria De uma ramagem coberto. Tudo pronto, à caça foram. E o burrinho camuflado Tinha que urrar diferente Do que estava acostumado. O burro treinou bastante, Foi treinando mais e mais. Com seus urros bem estranhos Espantou os animais. As bestas apavoradas Saíram em disparada. E o leão se aproveitou Pra fazer sua caçada. Tendo feito várias presas, Exausto, foi descansar,. Então pediu ao asninho Que parasse de urrar. Aquele, já todo prosa, Perguntou para o leão: “E que tal a minha voz?... (leia mais)

GERALDO DE CASTRO PEREIRA




Default



   > Erwelley C.de Andrade

  AUTOR  
 
Erwelley C.de Andrade

Aos 28 anos Érwelley faz de seus passos a realização de seus ideais publicando o livro  de teor reflexivo e poético " Olhos vendados, passos contados.

Publicação: Editora Protexto. 

Membro da Academia de Letras do Brasil/BSB, Parte do grupo literário de membros fundadores da ALB/BSB, busca através da sua escrita a conscientização de cada leitor conforme seu estado de espírito para seu entendimento pessoal.

Autora do livro "Noite de Mistérios, poemas e sonetos publicado independente em Março de 2005, iniciou sua caminhada literária aos 10 anos quando questionada por um professor de religião a respeito de uma das suas redações a instigou a leitura e a escrever...

 A escritora diz que quando escreve não somente expõe sentimentos, reações e envolvimento social, descreve que ao escrever, se disfaz do seu ser, humano para viver sua alma poeta com total envolvimento.

Radicada em Brasília há quase 11 anos nasceu na pequena cidade Zé Doca no interior do estado do Maranhão.

Filha unica, de infância humilde se debruçava entre os livros da escola desde cedo, assim tornava sua vida de criança quieta, calada, emotiva e solitária muito mais alegre e repleta de sonhos... 

Sonhos os quais se realizam junto a suas criações poéticas e reflexivas que aos poucos compartilha com os leitores que direta ou indiretamente amam a poesia em seu mais profundo entender de ser simplesmente sentida...