Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

ROSINHA - CONTA – CASOS

Há muito, muito tempo, nasceu no céu uma linda nuvenzinha cor-de-rosa. Nossa! Foi o maior zum-zum-zum. Imagine só! Uma nuvem cor-de-rosa! Não se falava em outra coisa. A casa de Mamãe-Nuvem vivia cheia de visitas. Todos queriam conhecer a nuvenzinha colorida. Todos queriam conhecer Rosinha. Ah! Sim! Ela recebeu o nome de Rosa. Mas logo, logo, virou Rosinha. O tempo foi passando e Nuvem Cor-de-Rosa, aliás Rosa, aliás Rosinha, foi crescendo cada dia mais linda. E não era só linda, não. Era inteligente, alegre, super simpática e tinha uma facilidade incrível para fazer amigos. Todo mundo adorava conversar com ela. Sabe por quê? Porque Nuvem Cor-de-Rosa tinha um dom muito especial: ela inventava casos. Pois é! Ela adorava inventar casos e contá-los... (leia mais)

Isis Berlinck Renault




A DIMENSÃO QUE NÃO TERMINA

Um Preâmbulo Em Uberaba, centenária cidade do Triângulo, o primeiro número de Dimensão vinha a lume em Julho de 1980. “Uma simples revista de poesia”, escreveu então seu editor. O futuro se encarregaria de desmentir o título do primeiro editorial, porém se manteria constante através dos anos o propósito do novo periódico. “E´esse, apenas esse, o compromisso desta revista, mais uma entre tantas, mortas, existentes ou ainda por existir: efetivo compromisso com a qualidade da poesia”. O compromisso com a qualidade da poesia manteve-se durante os trinta números da publicação. Ao longo dos seus quase vinte e um anos de circulação (Julho de 1980 – Abril de 2001), é um marco de sua excelência. Outras balizas foram atingidas no curso do tempo, levando... (leia mais)

Aricy Curvello




Default



   > Joseh Ribas

  AUTOR  
 
Joseh Ribas

Nascido em Fortaleza, aos 20/08/1963, sempre teve o gosto pela literatura, de modo especial a poesia, a qual se dedica de modo amador. Não tem livros publicados, participou de alguns concursos literários, mas sem obter resultados. Atualmente está-se aventurando no romance, e também no conto. Porém é na poesia que encontra maior terreno de expressar suas ideias.

Atua no ramo de Design de Interiores, formação obtida na Fic-Estácio, em sua cidade natal. O desenho é também outra paixão deste poeta, que acredita que a arte tem várias formas, que podem ser seguidas, no caminho do conhecimento interior. Seu nome completo é José Ribamar L. Miranda, mas em alguns trabalhos adota o pseudônimo de Joseh Ribas.

Toda sua busca se resume em encontrar palavras, que possam traduzir aquilo que não se pode nomear, ou seja transformar os silêncios da alma em algo parecido com linguagem.