Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

RUGAS DE UM SORRISO

Ah, aqueles tempos de DCE (DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES)!. Sua sede social ficava(ou ainda fica?) ali na rua Gonçalves Dias, bairro de Lourdes, na bela capital mineira As horas dançantes aconteciam quase sempre aos sábados. Era um festival de moças bonitas e casadoiras. Os universitários ali se reuniam para uma paquera geral. Normalmente, os rapazes permaneciam em pé, muitas vezes caminhando em volta das mesas, sem ocupá-las, para não pagarem gorjetas ao garçom. Iam diretamente ao bar e compravam suas bebidas. As moçoilas, sim, sentavam-se às mesas, às vezes com seus pais, parentes, ou acompanhadas de colegas, irmãos ou... (leia mais)

GERALDO DE CASTRO PEREIRA




MORDAÇAS CULTURAIS?

“... A língua é minha pátria, e eu não tenho pátria, tenho mátria e quero frátria...” “Língua” Caetano Veloso “Vossa Mercedes aceita uma chávena de chá?” – tradução: “Cê qué um chá?” Pois é... Nossa belíssima Língua Portuguesa está sendo muito maltratada... Mas nos orgulhamos de nossa unicidade lingüística, apesar de nossos quase 8.600.000 Km². Oficialmente não há dialetos no Brasil. E nos orgulhamos disto. De uma mentira oficializada? De um massacre brutal, porém discreto? Que tenhamos apenas uma língua oficial em todo o território brasileiro é de se aceitar e de causar orgulho. Especialmente quando se vê a dificuldade de comunicação entre os habitantes de um país territorialmente tão... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Default



   > José Braz Branco de Araújo

  AUTOR  
 
José Braz Branco de Araújo
Formado pelo Colégio Augusto Meira, em Belém, ex- funcionário do Bradesco, ex-funcionário do INCRA, participou da construção da Usina Hidrelétrica de Tucuruí trabalhando na Camargo Corrêa S/A, onde ganhou alguns Festivais de Música, diplomado em Relações Humanas no Trabalho, em Empreeendedorismo pelo SEBRAE. Atualmente dedica-se, orgulhosamente, a negócios na internet, onde está dando um  passo importantíssimo para seu reconhecimento nesse que ele mesmo identifica como  ''O Quinto Setor", sem estigmas, sem utopias, sem demagogias, só com a convicção e o firme propósito do reconhecimento muito breve para coroação de todos os webmarketers. Esse é  Braz Branco,,o incansável pesquisador da internet.