Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

Pedagogia do Amor

Vivemos uma época de calamitosa incerteza (Martin Luther King) A humanidade caminha de mãos dadas, rumo ao caos. Os valores se invertem, mergulhados nas valas da hipocrisia. O amor que sempre foi o marco da esperança, da fé, da solidariedade existencial, antes praticada olho no olho, hoje é substituído pela tela de um computador ou vídeo de um televisor, até mesmo pelo marketing do imediatismo. Uma espécie de ditadura da frieza. A família era mais unida. Hoje, vai se destruindo nos tentáculos de atividades objetivas, onde o casal, a cada dia, tem menos contato com os seus filhos. Tentar ser alguém no futuro era, sobretudo, motivo e instrumento de interesse pessoal. Ir à luta, era buscar garantir a possibilidade única de vencer e tornar-se... (leia mais)

Josias Alcântara




Literatura Paranaense - Provocações Provocações

Teve alguém que disse: “Ou o poeta mata o soneto ou o soneto acaba com a poesia”. E não foi com tal radicalismo que se chegou ao bom poema de nossos dias. Vivem e convivem: quadras, sonetos, sextilhas, trovas, décimas, poesias livres e sem rimas, haicai... Só o féretro da antipoesia deve passar sem o acompanhamento de leitores. A arte é da vanguarda porque rompe o entrave de regimes e ideologias, e o Modernismo é um movimento de vanguarda, por excelência. Aos escritores, artistas e poetas cabe a responsabilidade de guiar os povos, restaurando valores, porque o entulho destrói a sociedade e, isto tem muita importância num mundo aético, de valores invertidos, espalhando e espelhando formas de anticultura. Já virou modismo representar a miséria e, dói-nos dizer, chegam a... (leia mais)

Carlos Zatti




Default



   > Fabrício Behine

  AUTOR  
 
Fabrício Behine
 FILÓSOFO POSITIVISTA AUTODIDATA, FABRICIO BEHINE ESCREVE FICÇÃO COM UMA ABORDAGEM QUE ALMAGAMA THOMAS MANN, HERMAN HESSE, COM ESTUDOS DE PISICANÁLISE E METAFÍSCA, O QUE NOS DÁ UMA MOSTRA BEM INCOMUM DE COMO CRIAR ENREDOS CALCADOS NA REALIDADE SEM MANTER OS PÉS DEMASIADO PRESOS AO CHÃO ESCONSO DE UM COTIDIANO CUJAS BARREIRAS E LIAMES INEXISTEM, DENTRO DE UMA PSIQUE EM CUJA PADRONIZAÇÃO E ADAPTAÇÃO COMPORTAMENTAL É UMA TIRANIA, TAL UM ASSASSÍNIO PARA O PENSADOR E O ARTISTA DA VIDA.