Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto

O LEÃO E O BURRO

O velho e temido leão, Com uma fome danada, foi procurar o burrinho para uma bela caçada. E encontrando o animal, Que não era muito esperto, Combinou que ele seria De uma ramagem coberto. Tudo pronto, à caça foram. E o burrinho camuflado Tinha que urrar diferente Do que estava acostumado. O burro treinou bastante, Foi treinando mais e mais. Com seus urros bem estranhos Espantou os animais. As bestas apavoradas Saíram em disparada. E o leão se aproveitou Pra fazer sua caçada. Tendo feito várias presas, Exausto, foi descansar,. Então pediu ao asninho Que parasse de urrar. Aquele, já todo prosa, Perguntou para o leão: “E que tal a minha voz?... (leia mais)

GERALDO DE CASTRO PEREIRA




MORDAÇAS CULTURAIS?

“... A língua é minha pátria, e eu não tenho pátria, tenho mátria e quero frátria...” “Língua” Caetano Veloso “Vossa Mercedes aceita uma chávena de chá?” – tradução: “Cê qué um chá?” Pois é... Nossa belíssima Língua Portuguesa está sendo muito maltratada... Mas nos orgulhamos de nossa unicidade lingüística, apesar de nossos quase 8.600.000 Km². Oficialmente não há dialetos no Brasil. E nos orgulhamos disto. De uma mentira oficializada? De um massacre brutal, porém discreto? Que tenhamos apenas uma língua oficial em todo o território brasileiro é de se aceitar e de causar orgulho. Especialmente quando se vê a dificuldade de comunicação entre os habitantes de um país territorialmente tão... (leia mais)

Tânia Gabrielli-Pohlmann




Default



   > Márcia Sanchez Luz

  AUTOR  
 
Márcia Sanchez Luz

MÁRCIA SANCHEZ LUZ  

Natural de São Paulo, capital, Márcia formou-se em Literatura Inglesa e Francesa. É escritora (poesia e prosa), pedagoga e tradutora de Inglês e Francês. Iniciou sua vida profissional como tradutora e redatora, tanto de manuais técnicos como de normas de documentação e projetos na área de Informática. É autora de diversos trabalhos de tradução e versão técnica nas áreas de alimentos, refrigeração e informática. Na área de Psicologia, desenvolveu um trabalho voluntário com crianças limítrofes.

Escreve poesias desde os nove anos de idade, sempre se mantendo, por opção, no anonimato. Atualmente vive no interior de São Paulo, onde continua com seu trabalho de tradução, além de ministrar aulas de Inglês e Francês.

Em novembro de 2006 decidiu que chegara a hora de partilhar relatos de suas vivências, até então interiorizadas. 

"Escritora Imortal" pela Academia de Letras do Brasil.

Verbete na Enciclopédia Escritores Brasileiros da Real Academia de Letras.  

Livros editados: 

Quero-te ao som do silêncio! (2010)

Porões Duendes (2008) 

No Verde dos Teus Olhos (2007)

Antologias: 

Saciedade dos Poetas Vivos digital, volume 4 , em Blocos Online, onde tem suas páginas individuais de poesia e prosa.

Saciedade dos Poetas Vivos digital, volume 9, em Blocos Online.

Saciedade dos Poetas Vivos digital, volume 12, em Blocos Online. 

Antologia Poesia para mudar o mundo, volume 1, em Blocos Online.

Trovas premiadas e publicadas na Antologia "Projeto de Trovas para uma Vida Melhor" (UBT).

Antologia de Natal, em Blocos Online (2009)

1ª Antologia Poética Contemporânea (Editora Protexto, 2010)  

Melhores da Poesia Brasileira (All Print, 2012) - soneto "Turbilhão no céu" agraciado com o Prêmio Cultural Bem Te Vi

Entrevistas concedidas:

À Mona Dorf, jornalista de O Estado de São Paulo, para o programa Letras & Leituras.
A Luiz Eduardo Caminha, âncora do programa Stammtisch (TV GALEGA, Blumenau).
A Selmo Vasconcellos para a 1ª ANTOLOGIA POÉTICA MOMENTO LÍTERO CULTURAL 

Publicações em mídia impressa:

 

Jornal Alto Madeira.
Jornal O Rebate.
Jornal Rondônia Ao Vivo.
Jornal Fala Brasil de Porto Alegre.
Jornal Gazeta Mercantil. 

Seus espaços na web: 

O Imaginário - http://poemasdemarciasanchezluz.blogspot.com

Márcia Sanchez Luz - http://marciasl2001.blogspot.com

Repercussão Literária - http://marciasanchezluz.blogspot.com