Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2529)  
  Resenhas (131)  

 
 
Passagens-02-082
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Genealogia de...
Ana Maria Silva Lopez
R$ 47,30
(A Vista)






   > LASCIATE OGNI SPERANZA



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

LASCIATE OGNI SPERANZA

 
LASCIATE OGNI SPERANZA
 
 
 
Subi no batel da vida.
Remando, remando sem cessar.
Apenas via o céu e o mar.
A lua fascinante brilhava,
Lançando em meu rosto
A poeira de seus raios.
 
E eu seguia em frente,
Cantando e ouvindo
Em ritmo acelerado
Músicas do passado
De uma orquestra invisível.
 
De repente,
Tudo emudeceu.
Vi-me soçobrando
Num báratro sem fundo.
 
Negra mão cobriu-me o rosto;
Escorreu-se-me um suor frio.
Depois de um calafrio,
Meus olhos se destamparam
 
E uma visão dantesca,
Como um fantasma macabro,
Dançou à minha frente
Dizendo-me assim mesmo:
‘Deixa toda a esperança,.
E a tudo dê adeus”.
 
 
 
.
 
 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui