Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (655)  
  Contos (940)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (645)  
  Poesias (2512)  
  Resenhas (130)  

 
 
OBJEÇÃO DE...
ALEXANDRE STURION DE...
R$ 36,10
(A Vista)



Hora-atividade
Maristela Zamoner
R$ 21,10
(A Vista)






   > A GRALHA SOBERBA E O PAVÃO



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

A GRALHA SOBERBA E O PAVÃO

          
 
           A gralha, toda soberba,
           De um pavão penas pegou.
           E com elas, satisfeita,
           O corpo todo adornou.
.
            Foi então se misturar
            com o bando dos pavões.
            Aqueles não a aceitaram,
            E, formando batalhões,
 
            As penas dela arrancaram
            Com seus bicos afiados.
            E depois afugentaram
            A intrusa com seus brados.         
 
            Após aquele vexame,
            A gralha, toda humilhada,
            Quis voltar à sua espécie,
            Mas, foi logo rechaçada.
 
           Outra gralha assim lhe disse,
           Com muita sabedoria:” 
          Se ficasse aqui conosco,
          Repulsa não sofreria”.        .
 
 
          Desta fábula extraímos
          Esta pequena lição;
          “Nem todos estão contentes
          “com a sua  condição”
 
        
 
 
 
 
 
 
 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui