Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2529)  
  Resenhas (131)  

 
 
Dança de Salão, a...
Maristela Zamoner
R$ 36,60
(A Vista)



Geométricas-02-179
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > O CÃO E A CARNE



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

O CÃO E A CARNE



                       
                
        Um cão guloso levava
        Através de um ribeirinho
        Um bom pedaço de carne
        Para comê-lo sozinho.
       
        Conduzindo a guloseima,
        Todo contente da vida,        
        Viu no espelho das águas
        Sua sombra refletida.
 
         E, muito ganancioso,
         Ele assim julgou então
         Que era uma outra presa
         Levada por outro cão.
   
         E, com tremenda avidez,
         Não quis nem pestanejar:
         Avançou no falso cão
         Para a carne lhe arrancar.
          
         Soltou-se o naco de carne
         Que em sua boca trazia.
         Devido à sua ganância
         Ele entrou foi numa fria.
 
         Quem tudo quer, tudo perde-
         Já diz o velho ditado.
         Se o cão não fosse tão ávido,
         Não perderia o bocado.
 
 
      
           


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui