Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (643)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
Objetos-02-126
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Dança de Salão:...
Maristela Zamoner
R$ 29,80
(A Vista)






   > FÁBULA: OS CÃES FAMINTOS



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

FÁBULA: OS CÃES FAMINTOS


         
       FÁBULA:  OS   CÃES   FAMINTOS
 
 
Certos cães, muito famintos,
Viram couro apetitoso
Sendo depressa levado
Por um rio caudaloso.
 
Para apanharem a presa,
Enfrentando muito frio,
Entraram, sempre nadando,
Naquele profundo  rio.
 
Mas, não tendo nenhum êxito
Em pegarem a iguaria,
Começaram a beber
Do rio aquela água fria.
 
“Raso o rio ficará”,
Pensaram logo os coitados.
De tanto beberem água,
Pereceram afogados.
 
Fica aqui esta lição
Para ninguém olvidar:
“ A estultícia, muitas vezes,
Pode à morte nos levar”.
 
Obs: republicação, devido a incorreções do texto anterior.

Geraldo de Castro Pereira
 
                      
                                              
             
 
 
 
 
 
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui