Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (655)  
  Contos (940)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (645)  
  Poesias (2512)  
  Resenhas (130)  

 
 
A leitura é...
Maristela Zamoner
R$ 31,20
(A Vista)



Nas Asas do Coração
Ingrid Regina...
R$ 42,50
(A Vista)






   > FÁBULA: OS CÃES FAMINTOS



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

FÁBULA: OS CÃES FAMINTOS


         
       FÁBULA:  OS   CÃES   FAMINTOS
 
 
Certos cães, muito famintos,
Viram couro apetitoso
Sendo depressa levado
Por um rio caudaloso.
 
Para apanharem a presa,
Enfrentando muito frio,
Entraram, sempre nadando,
Naquele profundo  rio.
 
Mas, não tendo nenhum êxito
Em pegarem a iguaria,
Começaram a beber
Do rio aquela água fria.
 
“Raso o rio ficará”,
Pensaram logo os coitados.
De tanto beberem água,
Pereceram afogados.
 
Fica aqui esta lição
Para ninguém olvidar:
“ A estultícia, muitas vezes,
Pode à morte nos levar”.
 
Obs: republicação, devido a incorreções do texto anterior.

Geraldo de Castro Pereira
 
                      
                                              
             
 
 
 
 
 
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui