Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2529)  
  Resenhas (131)  

 
 
Cidades-01-186
Airo Zamoner
R$ 0,00
(A Vista)



Objetos-01-088
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > FÁBULA:: O CASAMENTO DO SOL



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

FÁBULA:: O CASAMENTO DO SOL

                          
Esopo, vendo um ladrão
que marcara casamento,
ficou muito preocupado
com tal acontecimento.
 
A prole de um ladrão,
Conforme sua teoria,
Os maus exemplos do pai
Certamente seguiria..
 
Para fazer um protesto,
Contou a seguinte história
Que todos nós deveríamos
Guardar em nossa memória.
 
“As rãs cientes ficaram
De que o sol ia casar.
Fizeram tanto alvoroço.
Começaram a clamar.
.
E dentre as mais exaltadas
Formou-se uma comissão
Para formular a Júpiter
Justa reivindicação.
 
 Por Júpiter comovido
 A comissão foi ouvida.
Então, a líder das rãs
Teve a seguinte saída:
 
“Deus dos deuses, vou dizer
O teor do nosso intento:
Soubemos que o sol pretende
Contrair um casamento..
 
Isto é muito desastroso
Para o nosso ambiente:
Basta um sol para secar
Um lago imediatamente.
 
Agora, se o sol casar,
Muitos filhos irá ter.
Qual será nosso futuro,
Se isto acontecer?
 
-Ficaremos sem os lagos,
Morreremos de uma vez.
O solo então sofrerá
Com tremenda aridez.
 
Suplicamos, pois, a vós
Não deixai acontecer
Tão grande calamidade
para todos proteger”.
 
Como final da história,
Uma lição eu contemplo:
“Um pai que não é honesto
Aos filhos dá mau exemplo“.
.
Obs: tradução livre do latim de uma fabula de Fedro, por mim versificada.
     
         Geraldo de Castro Pereira
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui