Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (129)  

 
 
Arquitetura-03-418
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Ruínas-01-110
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > IPÊ-AMARELO



Marilena Orsoni
      POESIAS

IPÊ-AMARELO

Era um sábado ensolarado.

Meus olhos descortinavam a rápida paisagem

Que pelo vidro do carro eu via

 

Eis que de repente,

Sobre o topo de um morro deserto e pelado

A beira de uma estrada onde eu trafegava

Ali, estava ela.

Uma solitária árvore de Ipê-amarelo.

 

Naquele lugar solitário

Ela resolveu nascer,

E crescer.

Sem se importar

Se o solo era rico, ou pobre.

Porque,

Na realidade,

Aquela árvore de Ipê

sabia

Que um dia

Eu por lá passaria

E contemplaria sua grandeza e majestade.

 

 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui