Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Enredos do Meu Tempo
Roberto Villani
R$ 30,50
(A Vista)



Sexo e Dança de Salão
Maristela Zamoner
R$ 41,90
(A Vista)






   > A Rosa e a Porta



Djalma Miranda dos Santos
      CRôNICAS

A Rosa e a Porta

ROSA E A PORTA

 
 
Há 15 anos a Rosa almejava uma porta para o seu apartamento, dividindo a cozinha  da sua sala de visitas.  Não era uma porta comum, pois sonhava com uma porta bonita, sanfonada, em material de primeira qualidade, dessas que os ricos usam em seus aptos, mas entretanto, faltava grana para adquiri-la. O tempo foi passando, ano após ano, e nada da porta ser comprada, uma vez que outras prioridades surgiam e assim, o sonho da porta nova sempre adiado.
Ano passado Rosa pensou em comprar a porta, mas veio o Natal, presentes, viagens, etc e mais uma vez o sonho da porta nova levado para segundo plano. Até que em março de 2006, Rosa tomou uma posição: vou comprar a porta nova.  Correu pra loja, viu a porta, modelo camarão (articulada) do jeito que havia imaginado, e comprou. Pagou caro, mas não se importou, pois quanto vale um sonho? Não tem preço.  E, para sua alegria, um belo sábado, o marceneiro veio montar a porta. 
Ela não cabia em si de contentamento...  a cada martelada do marceneiro era uma contemplação ... mas, é linda ... olha os vidros ... uma parte é mais larga que a outra ... e o marceneiro, pacientemente, ia explicando que era para ajustar no fechamento da porta.      De repente, olha a porta montada, com vidros opacos, em jacarandá, com puxador gigante do lado e puxador no meio, uma maravilha de porta.
 Rosa estava feliz, feliz como nunca estivesse antes, brindou a porta, abraçou os presentes e só falava naquilo. Veja como ficou linda a minha porta ...   e eu ,sinceramente, nunca vi uma pessoa mais feliz que ela. 
Ora vejam, uma simples porta fazer alguém tão feliz....  e é  por isso que eu digo, como é bom ser pobre, pois se rica fosse não estaria tão feliz !
 
DJ/Curitiba- Paraná/Março/2006.
 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui