Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (643)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
Veículos-03-202
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Enjaule Poesia
José Herculano da...
R$ 49,90
(A Vista)






   > O CARRO DE BOI



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

O CARRO DE BOI

Lá vem o carro de boi
Num gemido sem cessar,
Puxado por mansos bois
Num passo bem devagar.
 
O carreiro logo atrás
Canta uma canção dolente;
No seu canto é acompanhado
Pelo carro tristemente.
 
Os valentes bois coiceiros
Co´a  língua de fora estão,
Cansados de rastejar
Este velho carretão.
 
De vez em quando o carreiro
Faz a carreta parar
Para colocar azeite
Nos eixos quase a queimar.
 
Pobre carro de madeira!
Sua vida é só rodar,.
Lançando pelas estradas
O seu tristonho cantar.
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui