Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (655)  
  Contos (940)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (643)  
  Poesias (2508)  
  Resenhas (129)  

 
 
O pássaro Refletól
Lucas Borba
R$ 38,50
(A Vista)



Cidades-03-220
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > O CARRO DE BOI



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

O CARRO DE BOI

Lá vem o carro de boi
Num gemido sem cessar,
Puxado por mansos bois
Num passo bem devagar.
 
O carreiro logo atrás
Canta uma canção dolente;
No seu canto é acompanhado
Pelo carro tristemente.
 
Os valentes bois coiceiros
Co´a  língua de fora estão,
Cansados de rastejar
Este velho carretão.
 
De vez em quando o carreiro
Faz a carreta parar
Para colocar azeite
Nos eixos quase a queimar.
 
Pobre carro de madeira!
Sua vida é só rodar,.
Lançando pelas estradas
O seu tristonho cantar.
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui