Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (643)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
Passagens-03-114
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



A arte de escrever,...
Airo Zamoner
R$ 49,80
(A Vista)






   > CASA DE MINHA INFÂNCIA



GERALDO DE CASTRO PEREIRA
      POESIAS

CASA DE MINHA INFÂNCIA

           Ó casa de minha infância,
De sorrisos infantis,
     Debaixo do teu telhado
   Como eu era tão feliz!
 
            Quantas horas de alegria
  À tua sombra gozei,
        Ó, minha casa querida,
    Talvez jamais te verei.
 
           De manhã, ao levantar-me,
   Eu rezava a ave-maria.
   E naquele aconchego,
   Risonho e alegre vivia.
 
                 Como a pomba encontra abrigo
     Na maciez do seu ninho,
   Na  minha casa eu vivia
   Tão cercado de carinho.
 
       A doença fora expulsa
Pela saúde  vivaz.
    Tudo ali se respirava
          Ares de calma e de paz
 
          Adeus, minha casa branca,
    Lindo berço onde nasci.
        Doces saudades  eu trago
       Dos tempos que em ti vivi.
 
               Ó tempos de minha infância,
                 Tempos que não voltam mais.
        Eu nunca me esquecerei
       Dessa casinha, jamais!.
  
                             N.B. Esta smples poesia foi escrita quando eu tinha  meus dezoito anos.
 
 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui