Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (131)  

 
 
O testamento vital no...
Isabela Maria Marques...
R$ 30,80
(A Vista)



Sexo e Dança de Salão
Maristela Zamoner
R$ 41,90
(A Vista)






   > SILÊNCIO



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

SILÊNCIO

SILÊNCIO
 
Quando me procuraste
Nada me disseste:
De onde vinhas, para aonde ias;
O que querias, o que sentias...
Nada!
Apenas me abraçaste e choraste.
 
E eu, também, nada perguntei;
Nada te pedi, nada te falei...
Nada!
Te acolhi, somente, e te afaguei.
 
E tu, calada,
Entraste na minha casa;
Comeste da minha comida;
Bebeste da minha água;
Dormiste na minha cama;
Acordaste com o sol...
 
E ainda assim, calada,
Em silêncio, foste embora...
Sem lágrimas!
E eu fiquei sem nada.
 
Levaste a minha casa,
Minha comida, minha água,
Minha coma, meu sol...
Deixando-me só,
Às lágrimas.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui