Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2529)  
  Resenhas (131)  

 
 
Abrindo a caixa preta...
Silmara Aparecida Lopes
R$ 38,50
(A Vista)



Arquitetura-01-263
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Comparações



jose carlos ribeiro
      POESIAS

Comparações

COMPARAÇOES

Não sei porque eu tento te esquecer
Mas não consigo.
Tento não sofrer,
Mas finalizo em angústia total.
Penso em te abraçar
Mas, foi depois de um abraço que te perdi.
Quero te olhar
Mas foi em teus olhos que via a despedida.
Tenho uma louca vontade de te beijar
Mas foi no último beijo que senti o gosto amargo do adeus.
Vi tristeza em teu olhar
Mas há bem mais nos meus para chorar.
Quando tento não te amar
Te amo mais ainda.
Hoje sorrir, por quê?
Se a vida sem você não tem graça.
Pedir ajuda  a quem?
Viver sem você é o mesmo que morrer aos poucos.
Porque deixar os lábios sorrir?
Se meu coração deixa as lagrimas correr.
Como se tudo não bastasse, você duvida
Mas eu tive e tenho a certeza deste amor.
Despreza-me, só porque te amo.
Disse-me que foram bons momentos
Mas em instante sinto o que é morrer.
Hoje quero chorar por não ter você
Mas as lagrimas não trarão você de volta para mim.
Porque penso em você?
Se você já me esqueceu.
Relembrar os bons momentos, por quê?
Se para você eles talvez nem existiram
Foram só ilusão.
Calei-,me para a vida! Que pena! Tinha tanto a falar.
Digo que ontem,com você aprendi a viver
Afirmo hoje que estou aprendendo a morrer.
No primeiro instante te conheci e no grande te amei demais.
Hoje, sou metade do resto, da parte que se perdeu,
do pouco que esperei, do muito que guardei só pra você.
Porque tem que ser assim:
Eu chorar por você
Amar como te amo, e, ser desprezado justamente por você.
Talvez, porque existe dentro de mim um VOCÊ em demasia e, por isso eu tenho que sofrer...
 
Fragmento retirado do meu livro Sinfonia de Pardais
José Carlos Ribeiro/Escritor
 
 
 
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui