Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
Alerta das Estrelas
Francisco Ederaldo...
R$ 77,70
(A Vista)



O HOMEM RELIGIOSO
Luis Carlos Lemos da...
R$ 28,00
(A Vista)






   > A INDISPENSÁVEL FORMAÇÃO DO ESCRITOR



Airo Zamoner
      ARTIGOS

A INDISPENSÁVEL FORMAÇÃO DO ESCRITOR

Por força de nossa tarefa diária como editor da Editora Protexto, nos deparamos com centenas de escritores ansiosos por terem seus textos avaliados e desejosos de publicarem suas obras. Tarefa árdua a nossa, pois termina sempre numa sucessão de negativas frustrantes.
Ao contrário do que muitos pensam, o primeiro passo para se tornar um escritor não é a publicação de um livro, mas sim, a busca de sua formação para encarar a tarefa de escrever com profissionalismo.
Durante alguns anos ministrei um Curso de Escritores através da Casa do Escritor que infelizmente foi desativada. O Curso que era feito pela Internet e o atendimento, personalizado.
Após quase dois anos de existência, colhemos satisfações sem conta. O entusiasmo dos alunos após as primeiras aulas era contagiante. E isto se deveu ao visível progresso que conseguem no aperfeiçoamento de seu estilo. Esta leva de bons resultados prosseguiu quando passamos todas as aulas para o livro “A Arte de Escrever, Desvendando Mistérios”, que incluiu todas as aulas e exercícios do antigo curso. A quase totalidade dos alunos passa a publicar seus textos, com a segurança de que estão levando a seus leitores um trabalho pleno de evidente qualidade literária.
Já na primeira aula evidencia-se o que vem a ser “estilo” e o próprio aluno responde à pergunta crucial: “Eu sou um escritor?”. E o faz convicto, uma vez que a matéria-prima do curso é o texto. Por isto, desde a primeira aula o aluno escreve, cria e pode tirar duvidas escrevendo diretamente ao autor.
Os assuntos fluem numa sequencia lógica. Abordamos conteúdos como a originalidade, a difusão, as repetições que se tornam o martírio de todo iniciante ou mesmo veterano. Uma tabela de repetições é fornecida, para que o autor visualize concretamente a questão. Depois a eufonia! Eufonia da palavra, da frase que exige um trabalho profundamente artesanal. O aluno é estimulado a praticar o exercício incansável das frases curtas e a perseguição à lógica do texto, sua ordem, movimento, música, ritmo.
Debatemos com nossos alunos-leitores a necessidade de se elaborar um “plano da obra”, seja a obra uma poesia, uma crônica, ou um romance, e ensinamos detalhadamente como compô-lo. Em seguida vem o trabalho com as imagens, as metáforas, a descoberta de técnicas de como reproduzir na mente do leitor a mesma ideia que o autor concebeu. Discute-se aí a importância vital do primeiro parágrafo, quando incendiaremos a curiosidade do leitor, conquistando-o inapelavelmente para a leitura, ou perdendo-o definitivamente.
O aluno exercitará na prática as técnicas da construção acertada do diálogo e da narração. E a eterna dúvida de saber o nível de compreensão do texto é respondida com o “fator de compreensão”, que deixa o aluno intrigado por ter que trabalhar com uma fórmula matemática. Mas depois que descobre sua importância não vive mais sem ela. Passa o aluno, gradativamente, a desvendar os mistérios de um texto que “prende”, que “fisga” o leitor da primeira palavra até o último ponto, utilizando-se de técnicas de ficção imbatíveis.
Enfim, nosso aluno vive, durante o estudo, uma maratona de criação, sedimentando-se a ideia de que um escritor não nasce por obra do acaso, mas sim através de trabalho duro, persistente, paciente. Trabalho de permanente formação que, uma vez iniciado, nunca deve terminar.
Depois do estudo, o aluno se torna consciente do valor daquilo que escreve; e o faz com segurança, com profissionalismo e alta qualidade.


Airo Zamoner é escritor, editor da Protexto e professor do Curso de Escritores
Contatos:



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui