Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2529)  
  Resenhas (131)  

 
 
45 dias e noites
Nadia Rockenback
R$ 30,00
(A Vista)



Os segredos de Lauriana
Airo Zamoner
R$ 25,50
(A Vista)






   > Recrie-me



Arlete Meggiolaro
      POESIAS

Recrie-me


Recrie-me
 
 
Palavra lavra sentimento,
argumento,
alegria ou sofirmento,
misto que explode
me sacode e comove.
 
Qual é meu chão?
Que chão se há muito o perdi?...
Claro que senti a perda.
Nem sei por onde ando,
talvez contra a maré
as nuvens se disperçaram,
não sinto nada fofo sob meus pés .
 
O “quisera” mordido pelas quimeras
 fonte que eu bebi,
sem nada me ressarcir,
mais dela bebi.
Quiças o reflorir!...
 
Remova minha espécie,
me recrie, me reinvente.
Quero colo,
quero calor,
quero sentir o ardor
do amor veemente.
 
No recôndito, um lugarejo talvez,
sua silhueta aparece  num lampejo.
Vista minha nudez,
com afoiteza,
cubra a flacidez da tristeza.
Nuvens fofa sob meus pés!
 
Recrie-me...
 
Nem sei quando...
pernameço em estado onirico.
Pura Utopia da Vida...
 
© Arlete Meggiolaro

Orvalho D’Alma
        Núpcias D’Almas




CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui