Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Cidades-03-220
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Abstrato-03-772
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Ressurreição



EDSON DIAS
      ARTIGOS

Ressurreição

Aleluia! Cristo Ressurgiu!
 
 
“Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (I Coríntios 15:3-4)
 
                        No Brasil e em boa parte do mundo, os crentes comemoram o dia mais importante do calendário cristão, a Páscoa. Acredito que essa festa espiritual acompanhará a Igreja até o último dia de sua história terrena, pois nela celebramos a pedra fundamental do evangelho, o clímax das boas novas de salvação, o âmago da nossa fé, qual seja: A Ressurreição de Jesus Cristo.
                        A ressurreição de Cristo é a pedra de esquina, que coroa e sustenta toda a estrutura de nossa fé. A ressurreição é o baluarte da Igreja, que a mantém viva, unida e cheia de esperança. Imagine-se, por um instante, Cristo preso no túmulo e todo o plano da redenção se desintegra, tudo acaba, perde o sentido, perde a força, e, como diz Paulo, “somos os mais infelizes de todos os homens” (I Coríntios 15:19).
                        A ressurreição de Jesus é verdade de grande magnitude. É bela e cheia de propósito. Sem ela, nenhuma pessoa poderia, jamais, ver-se livre do pecado e da condenação eterna. O apóstolo afirma; “se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados” (I Coríntios 15:17). Entretanto, a ressurreição do Carpinteiro de Nazaré ocorreu, destruindo por completo o poder do pecado e abalando para sempre os mais elevados poderes espirituais do reino das trevas.
                        Assim cremos. Portanto, sabemos que os crentes já falecidos não partiram iludidos por uma esperança morta; antes, acham-se seguros em Jesus e suas vidas estão preservadas nEle, em glória. E, nós, que agora vivemos, podemos confiantemente depositar nEle a nossa fé, porquanto os nossos pecados foram perdoados e a barreira, que antes existia entre nós e Deus, foi inteiramente removida.
                        É Páscoa; é tempo de celebração; é dia de festa. Ofereça a Deus louvores, agradeça, olhe para o alto, pense no túmulo vazio, glorifique o Cordeiro, cante:
 
Da sepultura saiu!
Com triunfo e glória ressurgiu!
Ressurgiu, vencendo a morte e o seu poder;
Pode agora a todos vida conceder!
Ressurgiu! Ressurgiu! Aleluia! Ressurgiu!
 
                                                                              Rev. Edson Dias

 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui