Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (942)  
  Crônicas (726)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2532)  
  Resenhas (131)  

 
 
R$ 33,70
(A Vista)
INDISPONÍVEL

R$ 18,90
(A Vista)
INDISPONÍVEL




   > Individualismo ou Comunhão ?



EDSON DIAS
      ARTIGOS

Individualismo ou Comunhão ?

 
INTRODUÇÃO
 
            Hoje, no mundo, o individualismo tem tomado conta das pessoas. O ditado popular “cada um por si e Deus por todos” é repetido em todos os lugares. Até mesmo o casamento, que é uma instituição consagrada perante todos, vêem sofrendo a influência do individualismo. Algumas décadas atrás todos os casamentos eram feitos em comunhão de bens, o que não ocorre mais.
            Esse individualismo é fruto do pecado humano, pois o homem é um ser comunitário, isto é, criado para viver em comunhão. Por mais que tente, o homem não consegue viver sem a ajuda, o consolo e a amizade de outras pessoas.
            Está provado, cientificamente e biblicamente, que a solidão faz mal à saúde – Gen. 2:18
 
DEFINIÇÃO: A  comunhão  consiste  em  um  acordo  em  que  diversas  pessoas  unem-se  e
                      participam juntas de uma determinada coisa.
 
  1. Em Atos 2:42, a comunhão aparece ao lado de outras práticas fundamentais à fé cristã, revelando, assim, sua importância.
    • Em Atos 2:42, comunhão (koinonia) significa compartilhar algo ou alguém. Nesse caso, eles compartilham do mesmo Deus.
 
  1. A expressão mais profunda da comunhão da Igreja se dá quando seus membros participam da Ceia do Senhor. A Ceia gera comunhão entre os crentes, pois participamos todos de um único pão, Jesus Cristo, lembrando-nos de que também somos um só corpo nEle – I Coríntios 10:16-17
 
  1. A conversão quebra as barreiras do isolamento, unindo cada vez mais as pessoas. Espera-se que os convertidos esqueçam as diferenças e tenham comunhão em torno de Cristo – Colossenses 3:9-11
    • Só podemos ter comunhão uns com os outros, na medida em que temos comunhão com Deus. Somente aqueles que são amigos de Jesus podem ser verdadeiramente amigos entre si – I João 1:3
    • A comunhão verdadeira e profunda ocorrerá apenas entre os filhos de Deus  - II Coríntios 6:14-16
 
  1. A nossa comunhão na Igreja custou um preço muito alto: A vida do Senhor Jesus – I Pedro 1:18-19
    • Por isso, não podemos olhar com menosprezo ou indiferença para aquele pelo qual Jesus desceu do céu, sofreu e morreu na cruz para torná-lo nosso irmão.
 
  1. Na bíblia a palavra comunhão (koinonia) também transmite a idéia de companheirismo. Assim, para que exista comunhão na Igreja, devemos nos esforçar para sermos companheiros de todos aqueles que temem a Deus – Salmo 119:63
    • Esse companheirismo deve aparecer principalmente nas horas difíceis – Daniel 2:13 ; 2:17 ; 2:18 ; Eclesiastes 4:9-10
    • Entretanto, devemos saber que fora da comunhão do povo de Deus é importante selecionar os nossos companheiros – Provérbios 13:20 ; 28:7
 
  1. Comunhão produz ousadia.
Você já observou como ficamos amedrontados quando estamos sozinhos numa situação adversa ? Sozinho você pode até demonstrar certa coragem, mas se estiver acompanhado a coragem irá se multiplicar.
  • A Igreja primitiva enfrentou a pior perseguição de todos os tempos e não parou de crescer. Uma das fontes do vigor dessa Igreja era sua grande comunhão – Atos 4:32-33
  • Por que o povo de Deus tem causado tão pouco impacto em nossa sociedade ? Um dos motivos é o seu individualismo e sua conseqüente desunião – Ecles. 4:9-12
 
  1. É a bíblia que regulamenta a comunhão dos irmãos. Sem a observância dos princípios estabelecidos nas Escrituras a comunhão dos irmãos não persevera. A título de exemplo, vejamos Romanos 12:9-17, onde encontramos os regulamentos da comunhão.
 
  1. Se há contendas e atritos entre os irmãos, isto se deve ao nosso próprio pecado. A comunhão, porém não pode ser quebrada. Se um membro fica zangado, por qualquer motivo, não deve simplesmente abandonar a comunhão ou mudar de Igreja – Mat. 5:23-25
 

CONCLUSÃO
 
 
            A Igreja precisa resgatar a sua característica de comunidade unida, de um grupo de pessoas irmanadas na cruz de Cristo, que trabalham juntas, se motivam e se doam a cada dia.
 
 
 
 
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui