Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Contradições
Marcos de Sena Pereira
R$ 30,50
(A Vista)



Objetos-03-133
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > A PRIMAVERA



Luiz C. Lessa Alves
      CONTOS

A PRIMAVERA

A PRIMAVERA
 
           
Bateram-lhe à porta. O garoto atendeu. Era uma jovem linda, qual alvorecer! Pedia para entrar, prometendo trazer flores àquele céu de nuvens pretas. Mesmo tentado, ele disse:
- Não posso. Tenho que trabalhar na roça. - preocupava-se com verão frutífero, cogitado e sempre lembrado por seus pais. 
            Menino cresceu, tornou-se homem, esburacando, semeando... capinando a vida!
O hábito de ir e vir fê-lo se descuidar, caindo, acidentalmente, na cova da própria lida.
Quase soterrado feito grão, foi resgatado finalmente. Salvo, olhou o campo... Vendo-o vasto e vazio, pensou: “Meu Deus, quantas sementes plantei, só eu, a única que vingou!”.
            Ao perceber que o tempo fizera em pedaços grande espelho da vitrine, onde ele guardava sonhos e projetos, despencou no sofá, como folha amarela do outono. Sentado ali, observou, através da janela, o lúgubre inverno sorrateiramente se aproximando.
Saudoso, abraçou-se à imagem fugidia da Primavera batendo em seu umbral, refletida através da vitrine estilhaçada... e chorou!
 
(texto-lição de das minhas aulas do curso de escritor)


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui