Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
Estátuas-01-157
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Enredos do Meu Tempo
Roberto Villani
R$ 30,50
(A Vista)






   > A ÁRVORE QUE CHORAVA.



Marlene Santos
      INFANTIL

A ÁRVORE QUE CHORAVA.

Na floresta encantada
Tinha uma árvore que chorava.
Ela chorava tanto que se formou um lago ao seu redor
A árvore chorava porque se sentia só.
Ela era a última da sua espécie
E ás vezes até fazia uma prece
Para que soubesse de algum parente que morasse distante
Mas, passaram-se os anos
E nada aconteceu
O último parente da árvore também morreu.
Ela era sozinha coitadinha!
As outras árvores suas amigas
Por muitas vezes tentavam lhe acalentar
E ela parava um pouco de chorar
Mas, à noite quando todos dormiam
Ela voltava a chorar copiosamente
Por não ter parente
Por ter tantas árvores por perto
Mas se sentir num deserto.
Porque sabia que no futuro ela também seria extinta
E que talvez por muita sorte virasse uma tábua coberta de tinta
Ou se não, virasse carvão
Para ser destruído pelo fogo
E suas cinzas levadas pelo vento...
E com esse pensamento
A árvore adormecia
Mas, no outro dia ela continuava na mesma agonia
E chorava, dia e noite, noite e dia.



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui