Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (131)  

 
 
Ruínas-01-110
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Objetos-02-126
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > A CANOA E O NAVIO



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

A CANOA E O NAVIO

A CANOA E O NAVIO
 
Divagando pela praia, um menino avistou um cruzeiro,
Navegando por além-mar; majestoso, garboso, altaneiro...
E logo lhe veio a cobiça em ser um dos seus passageiros.
Decidido, então, mais tarde, ávido, partiu ao seu encontro,
Nadando sobre águas tormentosas ora quentes, ora frias.
Ele era apenas um menino; muito criança, ainda.
 
O tempo passando e ele, ali, subindo e descendo,
Por entre as vagas daquele imenso mar azul,
Em busca dos seus sonhos a qualquer custo.
Mesmo diante de ventos fortes, marolas, correntes...
Adversidade nenhuma lhe fazia desistir; ele persistia,
Até quando as águas se tornavam por demais poluídas.  
 
Sem ninguém, só pelo seu Anjo da Guarda seguido,
Sobre bravas ondas de oceanos desconhecidos,
Açoitado pelas tormentas, fustigado pela vida,
A dúvida logo lhe veio; o arrependimento surgiu.
Quis retornar... mas viu que era impossível.
Parar não podia; nadar, então, era preciso.
 
Assim, finalmente, chegou ao grande iate sonhado:
Imenso, realmente, rico e muito bonito,
Onde conheceu pessoas de várias classes.
Muitas delas, como ele; chegaram ali
Levadas pelos sonhos: transporte da mocidade,
Que se deixa conduzir pelos rios da vaidade.
 
Hoje desolado, solitário e arrependido,
Quer voltar para a praia, onde ele aprendera a velejar,
E ficar na sua canoa e nunca mais abandoná-la!
Prefere ser livre em um bote, até mesmo numa jangada,
A viver em navio luxuoso de gente hipócrita, demagoga,
Cujo comando pertence a uma tripulação pirata.
 
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui