Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
Como Fazer...
Maristela Zamoner
R$ 21,10
(A Vista)



R$ 27,60
(A Vista)






   > O SAPO PULA-PULA.



Marlene Santos
      INFANTIL

O SAPO PULA-PULA.

Pula, pula sapinho
Sobre as pedras do riacho
De repente fica tonto
E cai de cabeça para baixo.
Vai afundando, afundando
E pensando que vai morrer
Vai ficando muito triste
Até desfalecer.
Quando volta a sí
Não entende o que aconteceu
Mas, vendo mato em sua volta
Percebe que não morreu.
Feliz começa a coaxar
Pulando para lá e para cá
Tão contente está
Que não ver uma cobra a lhe olhar.
A cobra se aproxima
Tentando dar o bote
Mas o sapo Pula-Pula
Vai pulando sem parar
Vai entrando pelo mato
E de repente, cai em um buraco.
Em um momento de distração
A cobra não ver o que acontece e pensa:
-Onde está aquele sapo?
Onde ele se escondeu
E cansada de esperar
O sapo aparecer
Sai a procura de outra coisa
Que possa comer.
Pula, pula sapinho
Dentro do buraco
Vai pulando, pulando
Pois esta é a sina do sapo.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui