Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (655)  
  Contos (940)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (645)  
  Poesias (2513)  
  Resenhas (130)  

 
 
R$ 25,00
(A Vista)



Minha Linda Normalista
Ingrid Regina...
R$ 50,30
(A Vista)
INDISPONÍVEL




   > O RIO QUE MORREU.



Marlene Santos
      INFANTIL

O RIO QUE MORREU.

O Rio chorou, chorou até que secou.
Sofreu, sofreu até que morreu.
O Rio tinha uma esperança de ser salvo pela vizinhança.
Antes de morrer ele pediu para a floresta ao seu redor:
-Por favor, por favor, não me deixe só!
Pediu também para o sol:
-Por favor, por favor, tenha pena de mim, não me esquente tanto assim!
Mas, com tanto calor, a água do Rio evaporou e o Rio secou.
O Rio também mandou uma mensagem  telepática
Para a humanidade:- Por favor, tenha piedade!
Mas, a humanidade não entendeu e o Rio morreu.
Na verdade, o Rio foi acometido por uma doença
Que se chama Desequilíbrio Ambiental
Que lhe atingiu de forma fatal.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui