Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
Coleção Cidadania
Airo Zamoner
R$ 49,70
(A Vista)



Os Testes que o Ego...
Ardeci joao cardoso...
R$ 33,30
(A Vista)






   > O RIO QUE MORREU.



Marlene Santos
      INFANTIL

O RIO QUE MORREU.

O Rio chorou, chorou até que secou.
Sofreu, sofreu até que morreu.
O Rio tinha uma esperança de ser salvo pela vizinhança.
Antes de morrer ele pediu para a floresta ao seu redor:
-Por favor, por favor, não me deixe só!
Pediu também para o sol:
-Por favor, por favor, tenha pena de mim, não me esquente tanto assim!
Mas, com tanto calor, a água do Rio evaporou e o Rio secou.
O Rio também mandou uma mensagem  telepática
Para a humanidade:- Por favor, tenha piedade!
Mas, a humanidade não entendeu e o Rio morreu.
Na verdade, o Rio foi acometido por uma doença
Que se chama Desequilíbrio Ambiental
Que lhe atingiu de forma fatal.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui