Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (131)  

 
 
R$ 55,70
(A Vista)



Elisa pede passagem
Ingrid Regina...
R$ 39,70
(A Vista)






   > ANOITECER



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

ANOITECER

ANOITECER
 
Vem a noite por detrás do monte,
A soluçar meu coração sombrio
Diz adeus aos dias errantes
E às gaivotas da beira dos rios.
                                 
A bruxa má já por mim espera,
Com seu manto negro para me envolver,
Olho o porvir, nenhuma estrela,
Mas, no horizonte, o entardecer.
 
Como me dói voltar aos dias
Da minha infância, meu alvorecer,
Ao abrir os olhos e ver em riste
O dedo da noite a apontar meu ser.
 
Adeus aurora, adeus manhã!
Dias felizes desse meu viver.
E esta minha tarde... ó tarde vã!
Prenúncio das trevas, do anoitecer.
 
Deixo o monte com sua sombra, 
A pata gigante que sucumbirá meu vale,
Ficam, também, rios e gaivotas...
Levarei somente comigo a saudade!


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui