Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (131)  

 
 
Geométricas-01-025
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Dança de Salão:...
Maristela Zamoner
R$ 29,80
(A Vista)






   > MARINHEIRO



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

MARINHEIRO

MARINHEIRO
 
Minha alma cativa e obstinada
Navega à mercê das tormentas
Que da terra afloram.
 
Eu, servo, fiel criado,
Comandante, marinheiro,
Sou toda a tripulação a bordo.
 
Levanto âncoras, iço velas,
Seguro o leme, controlo o barco...
E naquelas horas difíceis,
Sou eu mesmo quem joga a carga fora! 
 
Porão vazio, retorno ao cais;
Voltando a calmaria,
Recarrego e vou-me embora!



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui