Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Ensaios - Filosofia...
Maicon Martta
R$ 36,90
(A Vista)



De escravos a livres
Itamar paulino de...
R$ 27,20
(A Vista)






   > Zezinho em revisão à lei do pêndulo



lidiacarladonascimento
      CRôNICAS

Zezinho em revisão à lei do pêndulo

Zezinho era o tipo de aluno que justificava todo e qualquer sacrifício do professor. Ele era atencioso, meigo e especialmente crítico. Certo dia a professora ministrou uma aula sobre sinônimos e antônimos, ele prestou atenção a tudo e notou que sempre haviam dois extremos.Já em casa tratou de responder as tarefas, entre as quais estava : Dê o antônimo de:
a)paz - guerra
b)castidade - luxuria
c)alegria - tristeza
d)amor - ódio
                Não contente em responder simplesmente ele pôs-se a analisar o que insistia em chamar de "duas extremidades": certamente alguém menos perspicaz diria que as duas colunas representavam respectivamente o bem e o mal, Zezinho no entanto foi mais longe verificando que as duas situações ou as duas colunas traziam em si muita negatividade. A mãe que atenta escutava as suas conclusões sempre ditas em alto e bom tom, perguntou-lhe:
_ Concordo que a guerra seja algo terrível, mas qual mal pode haver na paz , afinal ela é  o anseio  maior de toda a humanidade?
Zezinho respondeu de pronto:
_ Não poderíamos viver constantemente em paz,  isto estagnaria o conhecimento, a economia, o homem... É o movimento em busca da paz , por exemplo, que nos faz ir em frente , abrir novos caminhos, ,... A paz poderia aqui  pode ser muito bem confundida com " acomodação crônica " . Veja também o caso do amor e do ódio. 0 segundo é certamente veneno para nosso espírito e corpo, já o segundo é a razão pela qual se realiza crimes bárbaros denominados "passionais". Quando a questão é a luxuria há quem apóie incondicionalmente a castidade. Pergunto, quem estará agindo pior, aquele que não resiste à tentação da carne ou aquele que só resiste porque não entra em contato com um possível objeto de desejo? Tristeza e alegria são também dois extremos sugestivos. Não posso negar que seria chato conviver com alguém extremamente triste, cabisbaixo, porém seria igualmente insuportável lidar com alguém que faz as vezes do bobo da corte , rindo pra tudo e pra todos. A mãe sorriu-lhe  e sacudindo a cabeça disse:
_ Não sei se exijo seu ingresso entre os ilustres filósofos de todos os tempos ou se chamo a camisa de força?
_ Zezinho fechou o caderno , ao mesmo tempo em que respondia à mãe: Não faça nem um nem outro, opte por me servir um fabuloso lanche , assim estará no meio termo, obedecendo à lei do pêndulo e evitando maiores esforços.


 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui