Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (129)  

 
 
Preto no Branco - Verso...
Levi Beltrão
R$ 44,50
(A Vista)



Diário de Um Pensador...
Dudu Souza (Cleomacio...
R$ 22,10
(A Vista)






   > Curiosidade sobre o filme Titanic



Jorge Rodrigues
      PENSAMENTOS

Curiosidade sobre o filme Titanic

ESSA CURIOSIDADE FOI ESCRITA POR MIM PELA PRIMEIRA VEZ EM 2008 A UMA AMIGA DO ORKUT, E EU CONSEGUI REGISTRAR UM TEXTO DESSE COMENTÁRIO.

Você sabe que o Jhack Dorson entrou no Titanic por acaso com seu amigo Fabrício, mas ele tinha a missão de salvar aquela moça.
Primeiro ele salvou a vida dela quando ela ía suicidar-se devido ao ambiente egoísta e mesquinho em que ela vivia e a sufocava, mas não acabou por aí, o romance dela com ele a salvou de se casar com aquele cara, que além de não gostar dela, a faria infeliz, porque também ela não o amava, e como aquela moça não era uma vagabunda, ela só optou por ficar com o outro rapaz, porque ela entendeu que a felicidade dela não era imortante para os interesses sórdidos daquelas pessoas interesseiras, egoístas e malvadas, a saber sua mãe, seu noivo, e os comerciantes que a cercavam no Titanic.
Eles íam fazer um pacto de negócios pra que o nome dela passasse para o seu noivo, num jogo comercial, mas no final do filme se vê que o cara que tinha todas as condições financeiras de bancá-la faliu, enquanto Jhack Dorson não tinha futuro nem vocação comercial nenhuma até aquele momento em que encontrou ela.
No final do filme vemos que o cara comete suicídio devido a uma pequena falência nos negócios. De certa forma ela se livraria dele, mas até aquele momento em que ela tinha de escolher entre a estabilidade sem amor, e o amor por fé somente, não havia previsão do futuro! Ela ficaria bem finaceiramente, segura, com uma vida estável, e com um homem simplestmente, mas ela notou que isso seria uma injustiça e uma covardia com o outro rapaz que a amava de verdade, num momento onde ela arriscou a estabilidade por aquilo que era certo e verdadeiro contra todas as espectativas!
Nesse momento ela seria salva por aquele cara da mesma forma, mas as custas de várias pessoas que morreriam, para se associar com pessoas egoístas e avarentas. Ela se arriscou no que era duvidoso, e foi salva sem saber jamais que poderia ser salva. Ela trocou a vida pela morte, o dinheiro por um amor verdadeiro, desprovido de tudo, a não ser a promessa que ele fez à ela de cuidar dela e a amar de verdade.
É interessante que no final do filme ela perde o Jhack Dorson, porque para salvá-la ele tem de dar sua vida por ela, então ela perde tudo. Quando o seu futuro marido volta para procurá-la, ela não retorna à ele, abandonando a vida estável de riquezas que ela tinha no início. Ela permanece sem nada e se recusa a retornar para sua própria mãe, arriscando a sua segurança e futuro social por aquilo, que contra a rasão, mas a favor de sua liberdade, e com honra, era certo, não obedecer sua mãe, nem atendendo aos seus interesses.

O interessante vem agora:
Numa das cenas quando o barco está se partindo ao meio, todos estão correndo para a parte da frente do barco. Ali uma moça tropeça no buraco da rachadura e um homem diz: "Senhora, deixa eu te ajudar".
Ou seja, num momento em que cada pessoa quer se salvar e não há recompensa nenhuma a não ser a própria vida pra quem se salva, mas ele pára e a ajuda...
Mais à frente você vai ver esse homem aparecer no pico do barco, quando a parte da frente deste se vira pra cima para afundar, junto com o Jhack e com a Rose. É aquele homem com a garrafinha de wisk.
Ele morre depois, mas a mulher que aquele homem ajudou a não cair no buraco talvez tenha sido uma das mulheres salvas! Pois a ordem era que mulheres e crianças seriam salvas nos botes.

Eu falei que a missão do Jhack era salvar a menina Rose não foi?
Mas e o Fabrício amigo de Jhack? Ele também entrou no barco por acaso com o Jhack.
Quando o barco já está afundando, tem uns barcos de salvamento presos em cordas, e os guardas gritam: "Alguém tem um canivete!"
Porque os barcos estavam presos em cordas e os guardas cortavam as cordas, e tinha mulheres e crianças pra salvar, então Fabrício aparece e puxa um canivete, e ele mesmo corta as cordas e solta um ou dois barcos.
Se os barcos não fossem soltos logo, talvez afundariam junto com o Titanic e pessoas não seriam salvas.
Só que quando ele olha pra trás, a chaminé do Titanic cai sobre ele e ele morre!
Mas os barcos que ele liberou salvaram varias pessoas!

ESSE TEXTO É DE AUTORIA EXCLUSÍVA DE JORGE RODRIGUES E DECORRE DE SUA EXPERIÊNCIA COM DEUS E DO DOM QUE DEUS LHE DEU.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui