Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Abrindo a caixa preta...
Silmara Aparecida Lopes
R$ 38,50
(A Vista)



Dança de Salão, a...
Maristela Zamoner
R$ 36,60
(A Vista)






   > "Quem trabalha Deus ajuda"



VALCI MELO
      CRôNICAS

"Quem trabalha Deus ajuda"

     São três horas da manhã. Acorda-se com os galos da redondeza disputando o maior canto. Bem que poderia dormir um pouco mais, até porque é domingo! Porém, logo se lembra das obrigações:

- Sim, é domingo, mas se não levantar logo pra cuidar nos afazeres...  Se ficar de boa vida... Ah! Hummmm! – pensou consigo.

     Ganhou forças, meteu dos pés, cumpriu sua devoção com três sinais do cristão acompanhado de palavras meio que automáticas, sentou-se aos pés da cama provocando certa chiadeira no colchão de capim.

     A mulher, incomodada, puxa a coberta de retalhos e vira-se pro outro lado. Ele se levanta, aproxima-se da cabeceira da cama e com o tato procura o fósforo e acende o candeeiro. Esfrega os olhos, estica-se e pega a calça remendada pendurada num torno. Em seguida a veste por cima de um calção de malha azul juntamente com a camisa listrada “cor de bunina”.

- Mazé!
- Hum?
- Eu vou ver uma carrada d’água na fonte pros bichos e mais com pouco você vá pra cacimba arrumar pra beber. Viu?
- Hunrum!
    
     Com o candeeiro vai até o quarto dos meninos:

- Ciço! Oh Ciço! Ciço!
- Senhor!
- Levante, meu filho, pra nós ir ver uma carrada d’água enquanto é cedo.

     Meio enfadado o moleque ergue-se apertando os olhos enquanto o pai “encanga” os bois.

- Ciço! Oh Ciço! Ciço!
- Senhor!
- Bora, meu filho, pra não chegar aqui meio dia!

     O moleque pula da rede, puxa a porta, escora-a com um pano de prato sexta-feira encardido e sobe no carro de bois.

- Se Deus quiser umas nove horas nós estamos em casa, né?
- Hunrum!



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui