Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
A Princesinha Adelaide...
Jayara Ribeiro Rocha
R$ 21,80
(A Vista)



Veículos-01-009
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > OS DIAS GRANDES



VALCI MELO
      CRôNICAS

OS DIAS GRANDES

            Os Grandes Dias se aproximam. Quase nada resta da feira anterior. Falta açúcar, farinha, arroz, café... E dinheiro pra comprá-los. Mas é Semana Santa e tem que ter umbuzada, peixe e presente pros meninos venderem aos padrinhos.
            Na Quarta-feira, Jerusa sai na comunidade pedindo o jejum. Não pode comprar nada nem pode passar os Dias Grandes em branco.
            Antonia, que não é besta, sai na Quinta-feira cedinho pra casa da madrinha Madalena; lá a mesa é farta e comerá como gente.
            Seus irmãos caminham alegremente com os capões que engordaram durante todo o ano para trocarem por dinheiro com as madrinhas. Também vão comer como gente...
            Chega então o Dia Fino. É Sexta-feira Maior. Nada de tomar banho, varrer a casa, costurar, andar montado, usar perfume... “É o dia que Jesus morreu pra nos salvar” - filosofam os mais velhos. Contudo, pode-se comer tinã, arroz, macarrão, peixe, ovos, verduras, frutas a vontade, exceto doce. Se comer é Judas... Judeu!



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui