Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2528)  
  Resenhas (131)  

 
 
R$ 27,60
(A Vista)



Sobre gatunos e...
Erasmo Júnior de Melo...
R$ 49,60
(A Vista)






   > PAREDES



Luiz C. Lessa Alves
      POESIAS

PAREDES

PAREDES
 
Sempre que eu chego em casa,
Ainda que estressado,
Submissas e amorosas,
Elas me tomam em seus braços!
 
E eu, no aconchego do meu sofá
Ou no deleite da minha cama,
Feliz, contemplo-as;
Agradecendo a Deus
Por tê-las sempre do lado.
 
Elas me dizem, todos os dias,
Que minha solidão não é assim tão má!
Me convencem, mostrando-me muitos por aí,
Vivendo sozinhos, sem ninguém,
E sem, ao menos, quatro delas
Para nas noites frias os abraçar!


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui