Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
Dezoito Mulheres,...
Airo Zamoner
R$ 25,50
(A Vista)



Cidades-02-189
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Final de campanha



Amarilia Teixeira Couto
      ARTIGOS

Final de campanha


























Estamos na reta final da campanha eleitoral de 2012.Quase que diariamente tenho publicado um artigo expondo meu pensamento em relação à corrida  para a prefeitura de BH. Como sempre, o meu apoio é do candidato do PT Patrus Ananias.É que nunca consegui defender nenhum nome que não estivesse alinhado com os princípios socialistas nos quais ainda acredito.Apesar dos descaminhos da política, ainda vejo uma grande diferença entre os dois programas de governo apresentados pelos atuais candidatos a prefeito de BH. De um lado temos um empresário que caiu de paraquedas na prefeitura, graças ao famosíssimo neto do ex presidente Tancredo Neves. E o padrinho Aécio não tem deixado o afilhado desprotegido, muito pelo contrário.Somente esse oportunismo político podia fazê-lo lembrar de sua mineiridade, haja vista que ele não fica muito tempo por aqui.Mas neste período eleitoral, Aecinho vai a todos os cantos de nossa querida cidade, parece até um belo-horizontino autêntico nos últimos dias.

Mas voltando às propostas dos dois principais nomes que disputam o cargo de prefeito, temos de um lado um empresário na real acepção da palavra.Vem administrando BH como se fosse uma grande empresa.Só que, como a empresa não é a sua, particular, as prioridades foram invertidas.Uma quebradeira interminável passou a fazer parte da cidade, tirando o sossego de muita gente.Sem contar que, por falta de planejamento, faltaram recursos para o principal, ou seja, o que realmente importa foi deixado de lado.E é  neste ponto que o programa de Patrus Ananias aparece como infinitamente melhor.Quem teve a paciência ou o interesse de ler parte ou na totalidade o seu programa de governo, sabe do que estou falando.Na ótica de Patrus , a capital de Minas se humaniza por completo.As propostas defendidas por ele têm no cidadão o seu foco, desde a questão da saúde (tão esquecida nos últimos anos), seja a questão da segurança pública ( BH virou uma terra de ninguém),  passando pelos problemas do trânsito ( cada vez mais caótico), moradia ( o déficit de casas populares é imenso), acessibilidade aos portadores de deficiência física, educação ( os profissionais da educação foram totalmente negligenciados ) e a retomada do Orçamento Participativo, uma das marcas registradas da gestão de Patrus quando foi prefeito(1993-1996), instrumento essencialmente democrático e que foi preterido na gestão atual.

Por esta análise dá para perceber que são programas muito distintos entre si, principalmente as diferenças referem-se às vocações de cada candidadto.Márcio Lacerda é um empresário de sucesso, um tecnocrata de talento.Patrus é um humanista, um político preocupado com o social, que pensa a cidade com o olhar de quem ama BH e quer uma cidade que seja a casa de todos os belo-horizontinos.

Então não dá pra ficar por cima do muro.Não dá pra dizer que todo político é igual.Isso é reducionismo para quem não quer ter trabalho para pesquisar a vida pregressa e pública dos candidatos.Até aqueles que se dizem apolíticos ou que incentivam o voto nulo, estão, na verdade, prestando um desserviço à democracia, uma vez que é mais fácil criticar negativamente do que tentar separar o joio do trigo.Isso dá trabalho, mas faz parte do exercício da cidadania.
Para terminar ,quero dizer que a foto que ilustra esse artigo, tirada do meu celular durante a passeata na Savassi, diz bem do respeito , da admiração e do carinho que Patrus Ananias desperta nas pessoas.Até o partido do Márcio Lacerda está dividido.Em todos os eventos da campanha petista, muitos ostentavam bandeiras com os dizeres: Sou PSB, voto Patrus.
É preciso dizer mais alguma coisa?


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui