Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
O Recomeço
Paulo Ademir de Souza
R$ 104,30
(A Vista)



Sobrevivendo da...
Marilia Zamoner
R$ 66,90
(A Vista)






   > Um Lugar Chamado Esperança



Daniel Machado
      ENSAIOS

Um Lugar Chamado Esperança

Depositar na habitação perene da possibilidade o repouso do animo, medido na proporção da transformação de nossas adversidades, a isso creditamos ser Esperança.

Chamamos no âmago aflito por respostas sua existência, protelamos o descaso da realidade, apresentando em cena uma cruel escudeira, a razão. Essa nem sempre transparente, avante esta seu olhar de ilusão.

Teimamos em maquiar nossas expressões, sujamos a cara com a hipócrita condição de buscarmos felicidade na imagem perfeccionista. Quem espera não maquia a dor, quem sabe o valor do tempo, não se abala com as dificuldades, preserva a certeza que tudo vai melhorar.

Quem pode me responder o porquê do vexame da destruição humana? Ou você acha que ainda temos valor dentro dessa realidade que escolhemos como Ideal?

O pranto e o labor do pobre que buscava igualdade de conhecimento silenciam a cada badalada, a cada sinal sonoro vindo dos teles jornais com seus discursos de classes. Classes somos, por que não sabemos sermos um.

Um não é só um, por que quando um esta por si só, sempre se condiciona na minoria, agora quando um se forma com o outro, nunca o outro te confundirá, pois faz parte de si.

Estamos de que lado, das organizações lucrativas, ou da construção de nossos valores nas relações pessoais?

O homem se organiza e o que vemos é que a esperança não é só daquele que espera, ela é o resultado da entrega verdadeira ao seu propósito, sendo reconhecida por sua bondade. Quem espera, espera pelo o que? Essa é a questão proposta, saber esperar, ou melhor, saber o que esperar.

Manipulamos com perfeição as massas, mas não sabemos lhe dar com o próximo. Homens e mulheres ícones na chamada sociedade moderna conseguem facilmente arrastar multidões, mas quem consegue domar o caráter? Quem domina os estímulos que nos fazem superior?

Perguntas que suas respostas no mínimo geram reflexão, não apenas distinção entre certo e errado. Saber aonde quer chegar é o assunto, e quando muito, apenas chegar sem saber como. Somos influencias, somos exemplos, somos iguais.

Mortifique seus desejos gerados de suas frustrações, eles têm o costume de acolher a maldade, moldando a persistência e investindo na disputa, a diferença não deve ser vista com deméritos, ela é o complemento de nossas incertezas. Espere vale a pena, avança aquele que sabe e faz pelo outro o que por si mesmo faria, Esperança.



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui