Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (642)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
Passagens-02-082
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



R$ 25,00
(A Vista)






   > Vampiros e a Saga Crepúsculo



Rodrigo Bassoto Pelvini
      CRôNICAS

Vampiros e a Saga Crepúsculo

Nesta sexta-feira estreia “A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2” e a discussão continua entre fãs de filmes sobre vampiros e aqueles que aprenderam a gostar de Bella, Edward e Jacob.

Que a Saga Crepúsculo é sucesso ninguém pode questionar, mas o filme não é sobre vampiros.

Quando começaram a rodar filmes sobre esse tema tivemos o Nosferatu e o Drácula baseados na obra de Bram Stoker em que todos tinham medo deles. Eram aterrorizantes.

Vampiros são pessoas mordidas por outros vampiros e que vivem a noite já que o sol pode queimá-los e não ajudá-los a brilhar. O único alimento é o sangue que lhes dão força para se manterem e poderem caçar mais. São mortos-vivos que agem por impulso e não por amor.

Este texto não é crítica a filme algum, apenas uma tentativa de separar os gêneros: Nosferatu e Drácula são filmes sobre vampiros de verdade e a Saga Crepúsculo é apenas um romance com alguns momentos de aventura.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui