Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
A Secretaria do Oeste
Evaldo Cassol
R$ 43,20
(A Vista)



Ensaios - Filosofia...
Maicon Martta
R$ 36,90
(A Vista)






   > Vampiros e a Saga Crepúsculo



Rodrigo Bassoto Pelvini
      CRôNICAS

Vampiros e a Saga Crepúsculo

Nesta sexta-feira estreia “A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2” e a discussão continua entre fãs de filmes sobre vampiros e aqueles que aprenderam a gostar de Bella, Edward e Jacob.

Que a Saga Crepúsculo é sucesso ninguém pode questionar, mas o filme não é sobre vampiros.

Quando começaram a rodar filmes sobre esse tema tivemos o Nosferatu e o Drácula baseados na obra de Bram Stoker em que todos tinham medo deles. Eram aterrorizantes.

Vampiros são pessoas mordidas por outros vampiros e que vivem a noite já que o sol pode queimá-los e não ajudá-los a brilhar. O único alimento é o sangue que lhes dão força para se manterem e poderem caçar mais. São mortos-vivos que agem por impulso e não por amor.

Este texto não é crítica a filme algum, apenas uma tentativa de separar os gêneros: Nosferatu e Drácula são filmes sobre vampiros de verdade e a Saga Crepúsculo é apenas um romance com alguns momentos de aventura.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui